O norte e centro da Europa estão a ser atingidos por "Niklas", como foi baptizada a pior tempestade dos últimos anos. Países como a Holanda, Bélgica, Reino Unido e Alemanha estão num verdadeiro caos, com dezenas de voos cancelados, centenas de estradas cortadas e linhas de comboio paralisadas. Já foram emitidos vários alertas e os centros meteorológicos dizem que esta tempestade pode ser uma das mais fortes de que há memória naqueles países. Muitas localidades têm bastantes danos, a destruição é visível e os prejuízos são de milhões de euros. É praticamente impossível e perigoso circular a pé devido aos ventos muito fortes que se fazem sentir e às quedas de árvores, caixotes e de outros objectos levados pelo vento.

Em Amesterdão, no aeroporto que é o quarto maior da Europa, já 80 voos foram cancelados e há bastantes atrasos previstos. Em Roterdão há um doca de contentores encerrada e navios que foram obrigados a esperar no mar. Foi desaconselhada a circulação automóvel, porque é muito difícil manter uma condução segura em consequência do temporal e há bastantes estradas cortadas por camiões tombados e árvores caídas. Na Holanda os centros de meteorologia lançaram alerta vermelho para as regiões costeiras e no Norte, devido à força do vento que tem chegado aos 120 km/hora.

Na Alemanha o cenário é semelhante, mas os ventos atingem os 160 km/hora. Em Frankfurt foram cancelados 40 voos e uma das pistas teve mesmo de ser encerrada devido à força do vento. Os caminhos de ferro Deutsche Bahn têm neste momento todas as ligações com o centro do país cortadas como medida de segurança.

No Reino Unido, o Rio Tamisa tem uma das suas maiores pontes encerrada e estão todos em estado alerta para possíveis tornados.

Na Bélgica a tempestade já derrubou centenas de árvores, candeeiros de rua e postes de electricidade. Milhares de pessoas estão sem electricidade nem serviços de comunicação. As ruas estão repletas de objectos e árvores que foram levados pelo vento. A circulação é impossível e pessoas e veículos correm o risco de ser arrastados pela força do vento.