Para além da condenação de Pierre Le Guennec e da mulher deste, Danielle, a dois anos de prisão suspensa, que ocorreu na passada sexta-feira, dia 20, por ocultação de obras roubadas, o Tribunal de Grasse, localizado no sudeste de França, condenou ainda o casal à devolução dos 271 trabalhos de Pablo Picasso aos herdeiros do artista.

No entanto, as obras não vão ser devolvidas de imediato. O destino final das obras depende agora de um possível recurso da decisão. Caso o casal decida avançar, a devolução determinada pelo Tribunal de Grasse pode ser suspensa, assim como as conclusões técnicas do processo cível em curso, referiu Jean-Jacques Neuer, um dos advogados dos herdeiros à agência noticiosa Efe.

Publicidade
Publicidade

Contudo, Charles Etienne Gudin, o advogado do último eletricista de Picasso e da sua mulher, não confirmou à agência espanhola se vai recorrer da decisão, uma vez que os seus clientes já são "pessoas idosas".

As obras, datadas entre 1900 e 1930, são avaliadas pelos meios de comunicação franceses em mais de 60 milhões de euros. Algumas destas peças são raras e valiosas. Para ditar a sentença, o tribunal francês não necessitou de esclarecer quando, como e quem roubou as produções de Pablo Picasso.

Durante o julgamento, o casal afirmou que o espólio que tinham teria sido oferecido por Jacqueline Picasso, esposa do pintor, numa caixa com desenhos, litografias, colagens e esboços. Caixa, esta, que ficou guardada na garagem por não lhes dar grande valor. No entanto, em 2010, o casal Le Guennec, quando decidiu organizar a herança, pediu à administração Picasso que autenticasse a coleção.

Publicidade

Este pedido à entidade que supervisiona o espólio do artista levou os herdeiros do pintor a acusar o eletricista e a sua esposa.

Pablo Picasso, pintor espanhol e referência do cubismo, morreu em 1973, em França. O artista nasceu a 25 de Outubro de 1881, na cidade de Málaga. Tornou-se num dos mestres das artes plásticas do século XX. No entanto, a pintura foi o domínio em que mais se destacou. Em 1900 chegou a Paris. Guernica é uma das obras do pintor mais conhecidas.