É a maior rede social do mundo e chega agora às comunidades pobres do Brasil. O objectivo principal é ensinar os empresários a expandirem as suas empresas através da Internet. Quando se pensava que o Facebook já tinha chegado a todo o lado, Mark Zuckerberg, o inventor e proprietário do Facebook, encontrou uma maneira de o fazer chegar a mais público.

A sua equipa de expansão investiu alguns milhares de reais na montagem de um centro de formação numa das favelas com mais população do Brasil, Héliopolis, em São Paulo. O centro é constituído por várias salas de ensino com mais de 15 computadores e instalação de Internet. Foi ainda eleita uma equipa de formadores que irá dar workshops de informática, gestão, marketing e vendas. Serão eleitas turmas por idades e escolaridade. As formações vão ter início ainda este mês.

A acção consiste em formar toda uma comunidade (mais de 250 mil habitantes) de forma a aprenderem a usar a Internet (curso básico), mas o grande objectivo é alcançar mais de 5 mil empresários. Os proprietários de negócios que tirarem os cursos poderão utilizar páginas do Facebook para expandirem as suas empresas. Os cursos consistem na criação de páginas, em aprender a não as deixar estagnar e ainda em utilizar os anúncios do Facebook para a sua promoção.

É a primeira vez que o Facebook investe numa comunidade deste género. Mark Zuckerberg alega que é um mercado aproveitado por poucos e que já se conseguiu provar que é lucrativo para empresas como a Coca-Cola que, inclusivamente, patrocinou uma favela que agora tem o seu nome.

Para o Facebook está a ser a experiência perfeita, pois o Brasil é, segundo estudos, um dos países que mais adoptou esta rede social para fins pessoais e lucrativos. Já está a ser preparado para breve o início de centros de formação e cursos semelhantes em outras favelas do país. Até ao final do ano Mark Zuckerberg espera conseguir formar mais de um milhão de habitantes e dar a oportunidade aos mais carenciados de chegar às novas tecnologias. Fazem parte dos países que mais tempo passam no Facebook o Brasil, Estados Unidos da América e Argentina.