O líder jihadista Murgan Salem al-Gohary diz que as Esfinge de Gizé e as Pirâmides do Egipto devem ser destruídas o quanto antes, tal como fizeram no Afeganistão com os Budas da Birmânia em Março de 2001. O líder diz que é da responsabilidade dos muçulmanos aplicar estas medidas. Durante uma entrevista à Egypt's Dream TV, o líder jihadista alega ter ligações com os talibãs e tem interesse em destruir a Esfinge e as Pirâmides do Egipto. O líder egípcio da jihad admite ter participado na explosão dos Budas da Birmânia (Afeganistão). O extremista por duas vezes condenado pelo governo de Hosni Mubarak por defender a violência e de fomentar actos terroristas, afirmando que: "Os ídolos que enchem o Egipto devem ser eliminados".

Publicidade
Publicidade

Todos os muçulmanos devem aplicar estas medidas e ensinamentos do Islão e eliminar os ídolos, tal como fizeram com as estátuas dos Budas no Afeganistão, já que o governo foi inválido em o fazer." O receio que os ultra-conservadores políticos Salafis iniciem conversações sobre as antiguidades têm surgido e os fundamentalistas Salafis têm ordenado que as antiguidades sejam tapadas, pois são alvos demasiado evidentes. As pirâmides há séculos que sofrem ameaças, pois foram construídas pelos faraós. Na antiguidade, o Egipto foi dominado pelos persas e pelos romanos.

No século XIX, alguns arqueólogos chamaram à atenção do mundo pelos artefactos escondidos nos túmulos do Egipto. Alguns dos achados arqueológicos foram encaminhados para museus internacionais, havendo problemas com o estado do Egipto pela devolução dos mesmos.

Publicidade

Estes achados arqueológicos, a Esfinge e as Pirâmides, são propriedade cultural do mundo, e, por isso mesmo, devem ser salvaguardados pelo Conselho de Antiguidades do Egipto e pelos estados internacionais.

O presidente egípcio, Mohamed Morsi, nada ou muito pouco pode fazer para parar os extremistas de cumprir com o seu objectivo. O exército egípcio não foi capaz de impedir, na sua própria base, a morte de cerca de 15 guardas de fronteira por terroristas muçulmanos. Como se pode esperar que a Esfinge e as Pirâmides estejam protegidas? #Terrorismo #Crime