Os organizadores do mais aclamado concurso de foto-jornalismo do mundo, o World Press Photo, informaram, recentemente, que retiraram o primeiro prémio à imagem do italiano Giovanni Troilo. Em causa esteve a confirmação de que a fotografia vencedora desrespeitara os regulamentos do concurso. A foto "The Dark Heart of Europe" (O Coração Negro da Europa) era uma das dez imagens de uma reportagem sobre a Europa. A imagem, que, de acordo com as informações, representaria a cidade industrial de Charleroi, na Bélgica, afinal tinha sido capturada em Molenbeek, em Bruxelas.

Depois do próprio autor confirmar que a imagem vencedora da categoria de Temas Contemporâneos não correspondia às informações dadas, o World Press Photo instituiu uma queixa formal ao fotógrafo italiano e investiga, no momento, se o profissional violou a ética jornalística.

Publicidade
Publicidade

Apresentaram ainda uma segunda queixa contra a violação das regras do concurso.

De acordo com a organização, este ano houve um aumento considerável na manipulação de imagens - cerca de 20% - sendo que essas mesmas imagens acabaram por ser rejeitadas. Já em 2012, a entidade organizadora do evento havia retirado o primeiro lugar ao vencedor Paul Hansen, pela manipulação da imagem.

Nesta 58ª edição concorreram mais de 97 mil fotografias, resultado do trabalho de quase 6 mil fotojornalistas e fotógrafos, de mais de uma centena de países, que participaram na competição. A foto vencedora da edição de 2015 é um retrato de um momento íntimo entre dois homossexuais. O fotógrafo dinamarquês, Mads Nissen, capturou a imagem em São Petersburgo, na Rússia, país, este, que reprime os direitos homossexuais.

As 42 imagens do World Press Photo, distinguidas em oito categorias temáticas, irão agora correr mais de uma meia centena de cidades, numa exposição que começa a 18 de Abril em Amesterdão, Holanda.

Publicidade

Depois de ser exposta nesta capital dos países baixos, onde fica a sede do World Press Photo, a exposição segue o seu rumo, começando por Lisboa. Em Portugal a mostra estará disponível entre 30 de Abril e 24 de Maio, na sala de exposições do Museu da Electricidade.