Uma história insólita que nos chega da África do Sul. Um homem, de 45 anos, por suspeitar que a esposa, de 40 anos, o andava a trair, decidiu vingar-se, e colou-lhe a vagina (com super-cola). A notícia é contada pelo jornal britânico 'Mirror' e está a fazer corar de espanto os cibernautas. O homem, descrito como o "marido dos olhos verdes", terá ficado obcecado com a ideia da esposa o andar a trair. Num dia em que ela terá ficado sozinha em casa, o homem começou a desconfiar que ela teria dormido com o tio, na casa do casal, na África do Sul.

A vingança foi planeada com crueldade. Trancou-a no quarto e obrigou-a a despir-se, com a ameaça de uma faca grande, sempre apontada.

Publicidade
Publicidade

Forçada a fazer o que o marido mandava, a vítima admitiu que os maus tratos e agressão psicológica já tinham sucedido anteriormente. "Ele já me tinha ameaçado uma vez que me cortava a mão, por isso, quando o vi com a faca, fiquei aterrorizada", declarou a esposa, entretanto internada no Hospital, antes de pormenorizar a violência a que foi sujeita.

"Depois de despida, ele obrigou-me a deitar na cama e a abrir as pernas e depois pegou em super-cola e aplicou-a na minha vagina. As lágrimas corriam-me pela cara abaixo e eu implorava para ele parar, mas ele não se importou", contou a mulher, após ter protagonizado este caso insólito.

Vítima de violência doméstica, a mulher ainda não entende o ato do marido, com quem partilhava vida: "Eu não sei o que leva um homem, que ama a mulher, a fazer-lhe uma coisa destas".

Publicidade

Ainda em casa, esta mulher terá tentado tirar a cola, mas foi incapaz e, não aguentando as dores, teve mesmo que recorrer à emergência médica. O diagnóstico é que além das dores permanentes, está cicatrizado em definitivo, o que fará com que esta mulher nunca mais possa ter relações sexuais na vida, segundo o jornal 'Mirror'.

Ainda no Hospital, a vítima só espera que o marido seja preso, mas vive em sobressalto, temendo nova investida do suspeito: "Tenho medo que ele volte a qualquer momento e me corte a cabeça". #Crime