O túmulo de Saddam Hussein, o antigo ditador do Iraque e ex-inimigo público dos Estados Unidos, não resistiu aos pesados combates entre as forças militares iraquianas e os militantes do Estado Islâmico, junto da cidade de Tikrit, e praticamente desapareceu. Os combates intensificaram-se, a norte e sul da cidade natal de Saddam Hussein desde domingo, altura em que as forças iraquianas prometeram chegar ao centro de Tikrit num prazo máximo de 48 horas.

Um vídeo da Associated Press, filmado na vila de Ouja, a sul de Tikrit, mostra que tudo o que sobrou do anteriormente ostensivo túmulo de Saddam são as colunas que suportavam a cobertura.

Publicidade
Publicidade

Os cartazes em tamanho real do antigo ditador, que ornamentavam o mausoléu, desapareceram e não se vislumbram sequer restos no meio do monte de escombros. Em vez disso, podem ver-se bandeiras das milícias xiitas e fotografias dos seus líderes, como o poderoso General Qassem Soleimani, conselheiro iraquiano, que tem apoiado no terreno de batalha as milícias xiitas.

"Esta é uma das áreas com mais militantes do Estado Islâmico, pricipalmente porque o túmulo de Saddam Hussein fica aqui", disse o capitão Yasse Nu'ma, das milícias xiitas. "Os militantes do Estado Islâmico armaram-nos uma emboscada, rodeando o túmulo de bombas", adiantou Nu'ma.

O Estado Islâmico tem controlado Tikrit desde Junho do ano passado, depois de uma ofensiva relâmpago sobre a segunda maior cidade iraquiana, ajudados por fiéis de Saddam, incluindo alguns militares veteranos.

Publicidade

Saddam Hussein foi capturado pelas forças norte americanas em 2003 e foi executado, por enforcamento, em Dezembro de 2006, depois de ter sido considerado culpado de crimes contra a Humanidade por um tribunal especial iraquiano. Foi acusado de genocídio de milhares de xiitas e curdos.

Os seus restos mortais foram mantidos no mausoléu na sua terra natal, Ouja, desde 2007. Trata-se de um monumento fúnebre todo em mármore, com um extravagante lustre no centro, como uma reminiscência da vida extravagante que levou até ao derrube da sua ditadura.

A comunicação social iraquiana avançou, no ano passado, com a informação de que os restos mortais de Saddam Hussein foram removidos pelos seus fiéis, exactamente temendo as consequências dos combates. No entanto, não se sabe nada sobre a sua localização actual.

Este ataque a Tikrit é essencial para começar a derrotar o Estado Islâmico no Iraque e pode abrir caminho para um assalto a Mosul que, segundo previsão das forças norte americanas, poderá acontecer já no próximo mês.

Publicidade

Receia-se, no entanto, que a sede de vingança dos xiitas sobre os sunitas tenha um efeito bastante negativo. Relatórios da Amnistia Internacional acusam as milícias xiitas de destruírem as cidades de maioria sunita, deixando-as praticamente inabitáveis. As imagens de satélite de Tikrit, divulgadas no mês passado, mostram uma cidade com um grande número de edifícios afectados pelas lutas, a grande maioria completamente destruídos ou severamente danificados. #Terrorismo