Júlio Verne, na sua famosa obra, colocou as personagens principais a dar a volta ao mundo em 80 dias. Eric Guilloud, o suíço aventureiro, queria realizar o mesmo feito mas numa viagem que duraria 20 meses. No entanto, a Direcção Geral de Aviação Civil anunciou neste sábado, dia 28 de Março, que o homem morreu depois de um embate do seu ultra-leve.

Aos 62 anos, o empresário farmacêutico, que desde cedo se apaixonou pela aviação, decidiu partir numa viagem de ultra-leve em redor do mundo. A morte de um amigo num acidente de aviação levou a que Eric não perdesse mais tempo e partisse neste seu sonho de modo a ver o mundo a partir dos céus.

Publicidade
Publicidade

O seu plano de voo passava por 34 países num total de 76 mil quilómetros, 384 horas de voo e cerca de 106 aterragens. De acordo com as autoridades Eric tinha já passado pelo Perú, Bolívia, Chile, Argentina e Brasil, colocando sempre no seu Instagram e Facebook fotos da sua viagem. Porém, ontem o piloto acabou por embater contra o vulcão Cotopaxi, no Equador, pouco depois de ter levantado voo, confirmando-se assim o óbito.

Pequeno, o ultra-leve do suíço tinha espaço apenas para uma pessoa, uma mala para os bens essenciais, e um pequeno frigorífico para acondicionar comida para um dia. Eric, que apelidou o aparelho de seu “bebé”, havia comprado o ultra-leve apenas quatro anos antes, quando se fartou do stress e pressão do dia-a-dia.

Pelos ares continua sim o primeiro voo movido a energia solar dos também suíços Bertrand Piccard e André Borschberg. O Solar Impulse II, completamente movido a energia solar, pretende dar a volta ao mundo em cinco meses.

Publicidade

Na verdade, o tempo de voo totaliza apenas 25 dias, sendo que a aeronave tem de parar para descanso e manutenção. No total de 12 paragens, o Solar Impulse irá percorrer cerca de 35 mil quilómetros à volta do mundo, sendo que completou já a sua quarta etapa que ligou Varanasi, na Índia, a Mandalay, Birmânia. A aeronave irá descolar hoje para a sua quinta viagem, que pretende ligar este último ponto a Chongqing, China.