O Chile é considerado o segundo país com mais vulcões potencialmente activos, e nesta quarta-feira, dia 22 de Abril, por volta das 18 horas locais, o vulcão Calbuco voltou a entrar em actividade depois de 43 anos 'adormecido'. Este vulcão está situado perto das duas cidades chilenas com mais movimento de estrangeiros, e próximo de um acesso principal à Patagónia argentina. A presidente do Chile, Michelle Bachelet, já se encontra presente no local, de forma a averiguar o estado da situação.

O governo já terá mandado evacuar toda aquela zona num raio de cerca de 20 quilómetros, e suspendido todos os voos daquela região, devido à extensa nuvem de fumo e cinza provocada por esta erupção.

Publicidade
Publicidade

Foram até ao momento retiradas daquela área mais de 4 mil pessoas, e outras 200 ficaram desalojadas tendo já sido levadas para locais preparados para esse efeito. Nesta quinta-feira, dia 23 de Abril, as bombas de gasolina e os supermercados locais receberam uma enchente de pessoas que se preparavam para se reabastecer e ir para outros locais.

Sob o olhar atento das autoridades, os habitantes retiraram aquilo que achavam necessário das suas casas, preparando-se, assim, para a sua evacuação. As duas localidades de Puerto Varas e Puerto Montt ficaram completamente cobertas por uma nuvem de cinza, que se alastrou para outras cidades argentinas devido ao forte vento que se fazia sentir naquela região. Durante esta manhã tomou-se conhecimento do desaparecimento de uma rapariga de 21 anos, que acabou por ser resgatada pelas equipas de emergência com vida.

Publicidade

Rodrigo Penailillo, Ministro do Interior Chileno, já veio a público pedir aos habitantes daquele local para se manterem tranquilos e informados acerca do decorrer da situação. Segundo informações entretanto divulgadas pelo Serviço Nacional de Geologia e Minérios, a erupção terá perdido energia, mas os níveis de perigo ainda se mantêm elevados. A autoridade nacional de emergência do Ministério do Interior e da Segurança Pública chilena declarou um alerta vermelho no país. #Natureza