Valery Spiridonov, doente em fase terminal, poderá ser a primeira pessoa no mundo a realizar um transplante de cabeça. E já existe um médico que quer fazer história na medicina. Sérgio Canavero quer ser o primeiro cirurgião a fazer um transplante que ainda é apenas ficcional. Esta operação nunca foi tentada num ser humano, tendo sido apenas realizada, há alguns atrás, num macaco, que morreu passado oito dias.

Este neurocirurgião, conhecido agora por "Dr. Frankenstein", acredita que tem conhecimento de todos os procedimentos necessários para poder realizar este transplante, retirando assim a cabeça do corpo de Valery Spiridonov e voltando a colocá-la num corpo saudável.

Publicidade
Publicidade

Este paciente ofereceu-se como voluntário para esta operação dizendo que não teria nada a perder. Quanto a este médico, o mesmo foi reforçando sempre que tinha todas as técnicas necessárias para a intervenção. Contudo, Sergio Canavero só irá realizar este tipo de cirurgia em pacientes que sofram de doença que envolva a parte muscular. Para realizar esta operação com êxito serão necessários mais de 150 profissionais. A cirurgia durará aproximadamente 36 horas e terá um custo total de mais de 10 milhões de euros.

Em relação ao procedimento, o médico referiu que é preciso um corpo de um dador em morte cerebral, cujos órgãos estejam em bom estado. A cabeça será cortada da medula espinal com um corte limpo, e a sua colocação no corpo do dador irá ser feita com uma substancia, chamada de polietileno glicol, que permite que as duas extremidades da medula espinal se fundam.

Publicidade

Valery irá ficar em coma induzido por quatro semanas, de modo a permitir a adaptação da cabeça e repor a normal circulação do sangue.

Segundo este médico italiano, o paciente Valery Spiridonov quando acordar poderá mexer a cabeça normalmente e falar com o mesmo tom de voz que tem actualmente. O neurocirurgião terá até sido convidado para um dos maiores programas de conferências do mundo, o TEDx, devido ao facto deste transplante ser inédito. #Inovação