50 anos depois desde o último registo de actividade vulcânica, o vulcão Calbuco entrou em erupção. Situado no sul do Chile, o vulcão soltou durante a passada quarta-feira, dia 22 de Abril, uma grande coluna de fumo e cinzas. Esta nuvem de matéria expelida foi tão espessa que escondeu e isolou as povoações nas imediações do vulcão. O alerta foi dado por volta das 18h, hora local, ou seja, por volta das 22h em Portugal. Poucos minutos após o início da actividade do vulcão, formou-se uma coluna de fumo com cerca de 10 quilómetros de altura, tapando toda a área.

Acção imediata do Governo Chileno

Cerca de meia horas depois do incidente, as autoridades convocaram de imediato uma reunião de emergência com os membros do Comité Nacional de Operações de Urgência.

Publicidade
Publicidade

As medidas surgiram de imediato para evitar males maiores. O Governo chileno já decretou alerta vermelho para toda a zona e já adiantou que vai ser necessário uma evacuação geral das populações que moram a um raio de distância de 20 km do vulcão Calbuco.

Actualização permanente no Twitter

No Twitter do Ministério do Interior e Segurança Pública do Chile (ONEMI), pode seguir-se algumas actualizações do incidente. Na rede social lê-se que o Ministro do Interior já pediu uma evacuação total da zona num raio de 20 km de distância da cratera do vulcão. Foi também decretado a partir da rede social do Ministério do Interior, um alerta vermelho para as zonas de Porto Montt e Porto Varas, zonas vizinhas do vulcão. Avançam também que cerca de 1500 pessoas já foram evacuadas da zona e há probabilidade de ser necessário evacuar mais.

Publicidade

O vulcão de Calbuco está inserido na reserva nacional de Llanquihue, sul do país. Esta erupção é a segunda registada no sul do Chile desde 2015. Em Março, foi o vulcão de Villarica que iniciou actividade expelindo também uma grossa coluna de fumo e cinza. O Chile continua a ser o segundo país do mundo que regista maior actividade vulcânica, seguido da Indonésia, país que se mantém recorrentemente com vulcões em erupção. #Natureza