Há dois meses um pequeno cordeiro nasceu sem ligamentos musculares nas patas dianteiras. Nasceu no Parque de Aventuras do Gado Nacional, nos EUA, e agora andou pela primeira vez, graças à ajuda de talas e ligaduras. Os registos fotográficos mostram o animal feliz e nota-se que se sente finalmente capaz de se juntar ao resto do rebanho para as suas caminhadas e para as suas brincadeiras ao sol. Os veterinários do parque criaram esta solução rudimentar para ambos os membros do pequeno cordeiro e dizem que ela irá permitir o desenvolvimento dos músculos. Até lá, com esta alternativa artificial, o cordeiro, com duas semanas de vida, finalmente pode dar os seus primeiros passos.

Publicidade
Publicidade

A felicidade que invadiu o animal quando se colocou de pé e percebeu que tinha mobilidade foi registada em vídeo e em fotografias. Quando lhe foi dada a possibilidade de locomoção, o cordeiro correu a grande velocidade pela quinta, sentindo a liberdade que esta alternativa médica lhe deu. Os donos do parque, depois de verem a velocidade a que o pequeno cordeiro corria, apelidaram-no de Lamborghini, em homenagem a um dos carros mais rápidos do mundo.

Os funcionários do Parque de Aventuras do Gado Nacional, perto de Berkeley, Gloucestershire, esperam que o pequeno animal faça uma recuperação total e que nas próximas semanas consiga andar autonomamente e sem qualquer ajuda. Dizem isto porque o processo de adaptação animal a membros artificiais é muito rápido e por norma, a recuperação é muito gradual e eficaz.

Publicidade

O Chefe-Geral do parque, Stuart Burnell, afirmou que o pequeno cordeiro sem membros dianteiros "é um lutador" e conta que "agora está feliz a correr com o gado e com o resto do rebanho" pelos prados. Os especialistas acreditam que a utilização das talas vai permitir uma recuperação total do animal. Stuart Burnell quer ver o cordeiro "a correr pelos nossos campos, junto aos visitantes que vão puder visitar a quinta diariamente, a partir do mês que vem". Os veterinários sugerem que esta deformidade no cordeiro foi resultado de uma ingestão excessiva de vitamina A por parte da mãe. #Natureza #Animais