O Progress M-27M é uma nave espacial russa, não tripulada, que se encontrava em viagem para levar mantimentos e equipamento científico até à Estação Espacial Internacional. Porém, um dia após o seu lançamento, este aparelho encontra-se em dificuldades estando agora a cair de forma não controlada em direcção à Terra. As informações que agora tomamos conhecimento foram feitas de forma anónima a uma agência noticiosa francesa. E, de acordo com essa mesma fonte, os controladores russos terão perdido o controlo do aparelho, sendo que o mesmo agora está descontrolado e a cair em direcção à Terra, não sendo possível prever onde irá cair.

A agência mais adianta que os controladores tentarão ainda por mais duas vezes restabelecer a conexão com a nave, apesar de que as hipóteses de serem bem-sucedidos sejam praticamente nulas.

Publicidade
Publicidade

Contudo, é aguardado ainda para o dia de hoje um comunicado emitido pela agência espacial russa. Lançado na terça-feira, 28 de Abril, a partir do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, esta nave era levada através do foguetão Soyuz e, pouco tempo depois da sua descolagem, perderam-se as comunicações com o aparelho.

O Progress transportava, para além do material científico, comida e água, mantimentos que não farão diferença ao não conseguirem chegar ao seu destino, pois os seis astronautas que se encontram na Estação Espacial Internacional têm mantimento por mais um bom par de meses. Este aparelho era esperado na Estação umas seis horas mais cedo do que o previsto, estando marcada para amanhã, dia 30 de Abril, a ligação entre as duas partes.

Também, apesar de ainda não estar anunciado, espera-se que com este incidente a próxima nave que chegará à Estação Espacial parta ainda antes do dia 8 de Agosto, data prevista para o próximo lançamento.

Publicidade

É ainda de ressalvar que por ano são feitos cerca de quatro lançamentos de naves que pretendem abastecer a Estação Espacial Internacional. Ainda a mesma fonte, refere que o Progress não foi concebido para poder voltar à Terra e, como ele se encontra agora nessa direcção o mais provável é que se incendeie ao reentrar na atmosfera. #Curiosidades #Espaço