"Falhámos". Foi esta a forte afirmação de Angelina Jolie, no discurso enquanto Embaixadora da Boa Vontade para o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, na reunião desta sexta-feira, em Nova Iorque, nos Estados Unidos. O tema era a Síria. Em causa, os quatro milhões de refugiados que deixaram o país, para fugir da guerra civil e a má resposta da ONU para estes e para os que sofrem no país. A actriz pôs o dedo na ferida e culpou a ineficácia do Conselho. O embaixador sírio respondeu, seca e depreciativamente: "Ela é linda". E nada mais acrescentou.

De acordo com o relatório das Nações Unidas, 440 milhares de pessoas estarão sitiadas na Síria.

Publicidade
Publicidade

Dessas, 167.500 estão presas por forças do próprio Governo, 228 mil por militantes do Estado Islâmico e os restantes estão sob as forças de outros grupos armados. Isto, após quatro anos de 'massacre e desrespeito pela condição humana'. Nesse período, estima-se que já fugiram do país quase quatro milhões de sírios.

"Não podemos olhar para a Síria e para o mal que nasceu das cinzas da indecisão sem pensar que este foi o ponto mais baixo da incapacidade do mundo em proteger e defender os inocentes", referiu a actriz de 39 anos. Angelina Jolie acredita que estão a desperdiçar tempo e oportunidades neste conflito sírio. Tudo porque os "poderes do Conselho são infrutíferos, porque os seus membros não concordam em como lidar com o conflito. Temos que trabalhar como um todo, como um só".  

Sobre os emigrantes que tentam entrar na Europa e que perdem as vidas no Mediterrâneo, a esposa de Brad Pitt voltou a emocionar-se ao declarar: "É doentio ver milhares de refugiados que se afogam às portas do continente mais rico do mundo. Ninguém arrisca assim a sua vida e dos seus filhos, se não for por desespero total". Angelina Jolie admitiu que já visitou a Síria por onze vezes, desde que o conflito despoletou, em 2011.

Publicidade

E, rumores apontam que o casal Jolie-Pitt estará a pensar adoptar uma criança síria.  

Questionado sobre o discurso e opiniões de Angelina Jolie, o embaixador da Síria nas Nações Unidas, Bashar Ja'afari, respondeu um simples: "Ela é linda". Um elogio que o mundo considera depreciativo e analisa como um insulto ao papel das mulheres na sociedade. Até porque Angelina Jolie já provou que é muito mais do que 'apenas' uma das mulheres mais bonitas do mundo. #Famosos #Política Internacional