No dia mais quente do ano, em Londres, com as temperaturas a subirem aos 23 graus, uma mãe trancou, acidentalmente, o filho ainda bebé dentro do carro. Sem qualquer entrada de ar fresco valeu à criança, de apenas oito meses, a rápida intervenção de um polícia, que já é "herói" em Inglaterra. O incidente aconteceu por volta do meio-dia, quando uma mulher trancou o carro e, sem querer, e deixou as chaves dentro da viatura. O filho bebé também estava dentro do carro. Em desespero, esta mãe conseguiu pedir ajuda e a polícia de Kingston foi imediatamente alertada, tendo mobilizado os agentes para o local.

O carro estava estacionado em Surbiton, em Londres, e as elevadas temperaturas fizeram temer o pior.

Publicidade
Publicidade

A rápida intervenção policial salvou a vida do bebé, ao partir o vidro do carro com um bastão e retirando a criança, sem qualquer ferimento.

O porta-voz da Polícia informou, depois, em comunicado: "A Polícia foi chamada a Douglas Road, às 12h35, após informações de que uma condutora tinha, acidentalmente, fechado as chaves dentro do seu carro, com o seu filho lá dentro".

Mais tarde, no Twitter, a Polícia de Kingston publicou, juntamente com uma fotografia do momento em que o agente resgatava o menino, a informação: "O agente policial Resteghini acabou de resgatar uma criança fechada dentro de um veículo muito quente, partindo a janela para conseguir acesso de entrada". A polícia finalizou o 'tweet' com a palavra "herói" como "hashtag".

À rádio Jackie News o polícia, que agora é herói, explicou o sucedido: "Usamos um dos bastões para conseguirmos entrar dentro do carro...

Publicidade

o bebé foi salvo e estava bem, e a mãe também ficou bem", contou Resteghini, informando ainda que o bebé não precisou de cuidados médicos, apesar do carro ter aquecido muito.

Este incidente aconteceu uma semana depois de um agente da polícia de Plymouth ter partilhado, nas redes sociais, uma fotografia de um carro com o vidro partido, alertando as pessoas para não deixarem os cães dentro dos carros quando está calor. O inspector Darren Green escreveu mesmo: "Os cães morrem dentro dos carros ao calor... Os nossos agentes terão todo o gosto em ventilar o vosso carro, sempre que virem cães em perigo, como este".