De acordo com informação revelada pela comunicação social russa, Valeri Spiridonov terá contactado o polémico médico italiano Sergio Canavero para realizar esta intervenção cirúrgica inédita, sendo que o respetivo profissional da saúde acredita que se trata de uma operação tecnicamente possível e que poderá ser concretizada já no próximo ano.

Em declarações aos media russos, o programador afirmou não pensar mudar na sua decisão, acrescentando: "Medo? Claro que tenho, mas se não tentar, o meu futuro pode ser ainda pior". Spiridonov, com 30 anos de idade, comparou mesmo o procedimento clínico em causa com a conquista do espaço.

Publicidade
Publicidade

"Esta experiência é um grande avanço científico que está ao mesmo nível do voo de Gagarin [o primeiro homem a ir ao espaço]", disse Spiridonov à televisão russa Zvezda.

A doença de que Spiridonov sofre, atrofia muscular espinal, agrava-se a cada dia que passa, sendo que o programador já ultrapassou a esperança média de vida atribuída às pessoas que padecem desta doença. A atrofia muscular espinal provoca a perda gradual de massa muscular e a degeneração do neurónio motor medular.

Valeri Spiridonov disse à agência russa Interfax que recebeu uma convite para participar numa conferência internacional de neurocirurgiões em Illinois, nos Estados Unidos da América (EUA), ainda este Verão. "Recebi o convite do doutor Canavero, que concorda em realizar a operação", declarou o programador russo, sendo que o foco neste momento é "encontrar os meios necessários".

Publicidade

A operação cirúrgica inédita pode ser psicologicamente intensa. No entanto, Spiridonov afirma estar preparado para realizar a intervenção. Isto porque tem recebido o devido acompanhamento psicológico, nomeadamente por parte da mãe que é formada em psicologia.

O controverso médico italiano Sergio Canavero, que já aceitou o pedido de Spiridonov, pretende reunir uma equipa de 150 profissionais, entre os quais médicos e enfermeiros, de forma a realizar a operação cirúrgica. O custo avaliado da intervenção ronda os cerca de 10,3 milhões de euros. #Inovação