O antigo primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, anda a tentar criar uma nova e mais positiva imagem da sua pessoa perante o mundo e, em particular, perante o eleitorado italiano. O político aderiu na passada semana à rede social Instagram e, desde então, publicou, com uma cadência frenética, dezenas de fotografias que mostram um Berlusconi mundano, afável, sorridente e carinhoso. Em suma, uma pessoa normal.

Desde que o registo na rede foi efectuado, Silvio Berlusconi e os seus assessores publicaram 78 imagens em 5 dias, e conseguiram até agora cerca de 21500 seguidores. Há conteúdos para todos os gostos, desde Berlusconi a assistir a desportos motorizados; na companhia da sua vistosa namorada de 29 anos, Francesca Pascale; com Dudù, o amoroso e felpudo cãozinho do casal; e Berlusconi sentado à secretária, compenetrado no seu trabalho.

Publicidade
Publicidade

As #Eleições regionais em Itália estão marcadas para o próximo domingo, 31 de Maio, e o jornal britânico The Guardian aponta este facto como decisivo para o início desta tão forte campanha de marketing no Instagram. Este será o primeiro grande teste ao partido Forza Italia, de Silvio Berlusconi, desde que este voltou à vida política activa, em Março deste ano. O regresso aconteceu depois de dez meses a cumprir serviço comunitário num lar de assistência a pessoas com problemas mentais, uma pena que lhe foi imposta depois de ter sido condenado em tribunal por fraude fiscal.

Berlusconi, e a máquina política por detrás dele, terão resolvido apostar fortemente no Instagram quando se aperceberam da importância que as redes sociais tiveram na eleição do actual primeiro-ministro de Itália, Matteo Renzi.

Publicidade

Neste momento, o partido de Berlusconi conta com uma intenção de voto inferior a 12%, enquanto o Partido Democrático, de Matteo Renzi, parte com o triplo deste valor nas sondagens. Por mais estranho que pareça, ultimamente, Renzi não tem usado as redes sociais e no último ano não colocou um único novo post em qualquer perfil das suas contas pessoais. #Personalidades #Política Internacional