É a primeira vez que um lusodescendente se candidata a um lugar de deputado no Reino Unido. As eleições legislativas vão realizar-se esta quinta-feira e Eduardo Gonçalves poderá ser eleito pelo Partido Liberal Democrata (LD, sigla em inglês). O LD é formado pela fusão entre o Partido Liberal e o Partido Social Democrata e é a terceira força política mais importante em Inglaterra. Nas últimas eleições, em 2010, o Partido Conservador formou um governo de coligação com o LD.

Eduardo Gonçalves é activista e também director de uma organização ambientalista em Rugby e concorre ao parlamento pelo círculo eleitoral desta mesma cidade.

Publicidade
Publicidade

Questionado sobre a questão da imigração, nomeadamente a portuguesa, que tem aumentado exponencialmente nos últimos anos, mas que é pouco expressiva quando comparada com a imigração muçulmana, por exemplo, o candidato é da opinião que os portugueses que vivem e trabalham no Reino Unido devem ter uma participação cívica e política mais activas, pois só desta forma conseguirão defender os seus interesses. Considera que há uma lacuna a este nível que é necessário colmatar e, para isso, os portugueses têm de contribuir para a sociedade civil do país de acolhimento, integrando-se e tornando-se visíveis.

O lusodescendente espera que, no futuro, outros portugueses se possam candidatar a um cargo político em Inglaterra. Eduardo Gonçalves quis ser candidato nestas eleições por causa do crescimento de partidos de extrema-direita, como o UKIP, que tem uma política anti-imigração e quer ver o Reino Unido fora da União Europeia.

Publicidade

O director de campanha do LD, Jerry Roodhouse, que foi candidato em 2010, elogia o currículo do candidato lusodescendente, que inclui trabalhos para organizações ambientais, como a "Climate Change Group", bem como trabalho de acessoria parlamentar do partido. Para além destas actividades, é ainda director da "Kidney Kids", uma organização que apoia famílias com crianças que sofrem de doenças renais.

Eduardo Gonçalves julga ser pouco provável conseguir a eleição, porque, afirma, o lugar é disputado, tradicionalmente, entre Conservadores e Trabalhistas. #Política Internacional