O Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) confirmou, ao final desta manhã de sexta-feira, que as vítimas mortais do acidente na região de Burgos, Espanha, são todos do concelho de Braga. Do #Acidente, na interceção de uma estrada municipal com a nacional AP-1, resultaram ainda quatro feridos, dois dos quais estão em estado muito grave.

As vítimas mortais, três homens com idades compreendidas entre os 44 e os 51 anos, são das freguesias suburbanas de Pedralva e Sobreposta, em Braga. Outra das vítimas é de Lamaçães, freguesia da zona sul da cidade. As autoridades espanholas ainda só divulgaram as iniciais das vítimas.

Publicidade
Publicidade

"O pessoal médico deslocado só podia confirmar a morte de duas vítimas, JJPM, 51, e JPAL, 44. Uma outra vítima acabou por morrer depois de chegar ao hospital, tem 47 anos, JAPP", indicou fonte da proteção civil espanhola. Os feridos, dois em estado crítico, foram transportados para o Hospital Universitário de Burgos. Estes têm entre os 25 e os 48 anos de idade.

Segundo as autoridades locais, o acidente registou-se na localidade de Quintanapalla, Burgos, por volta das 05:30 da manhã, hora espanhola. A carrinha, de nove lugares e da marca Opel, vinha de França. "Aproveitaram o feriado naquele país para virem visitar os familiares a Braga", indicou um amigo próximo de um dos feridos.

Segundo relatos de condutores que passaram no local momentos após o acidente, o cenário foi trágico. "Havia corpos espalhados pela via e pessoas gritavam no interior da carrinha", indicou Vítor Almeida, um camionista português, em declarações à RTP Informação esta manhã.

Publicidade

O socorro às vítimas foi coordenado pela Guarda Civil de Tráfego e Emergência Sanitárias.

Várias ambulâncias, apoio médico e veículos de desencarceramento foram enviados para o local. "Havia vítimas projetadas ao longo da via, dando a entender que a carrinha capotou várias vezes, assim como estavam outras vítimas encarceradas. Foi uma operação delicada", indicou Alejandro Beunza, agente envolvido no socorro. A via esteve cortada ao trânsito naquela zona.

Já em 2010 também se assistiu à morte trágica de uma família portuguesa nesta estrada. Na altura, morreram cinco pessoas que vinham da Alemanha depois de uma visita a um familiar.

Câmara de Braga já está a apoiar familiares das vítimas

A Câmara de Braga já enviou uma mensagem de condolências e está no terreno a prestar apoio aos familiares das vítimas mortais. "Nesta hora cumpre-nos, em nome do Executivo Municipal e da cidade de Braga, apresentar às famílias enlutadas os sentimentos do nosso profundo pesar e sinceras condolências", disse Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, acrescentando que "está a encetar contactos e procedimentos de articulação" para prestar apoio.

Publicidade

"Estamos em contacto com a Secretaria de Estado das Comunidades e com as respectivas Juntas de Freguesia da zona de residência das vítimas deste fatídico acidente, no sentido de ser prestado todo o apoio directo aos familiares", frisou o presidente da Câmara de Braga.