Pelo menos 27 pessoas foram mortas e 18 ficaram feridas hoje na Tunísia num ataque terrorista em Sousse, uma cidade turística muito popular no país. A maioria das vítimas conhecidas até ao momento são turistas que se encontravam a passar férias no resort. O ataque foi levado a cabo numa praia perto do Hotel Imperial Marhaba. Segundo testemunhas no local, pelo menos dois homens armados abriram fogo sobre os turistas que se encontravam na praia. Inicialmente muitos pensavam tratar-se de fogo-de-artifício, mas rapidamente se instalou o pânico com várias pessoas a tentar fugir para locais seguros. Também há relatos de disparos dentro do Hotel Riu Bellevue Park.

Muitas pessoas estão ainda fechadas nos quartos dos seus hotéis por não saberem o que fazer, uma vez que não existe informação disponível ou procedimentos de segurança em curso. A maioria da informação recolhida até ao momento provém das redes sociais de turistas que estão no local e de telefonemas feitos para cadeias de televisão e outros meios de comunicação.

Sabe-se que uma das vítimas mortais é um dos atiradores, morto pela polícia, que continua a tentar capturar o segundo suspeito. Segundo uma rádio local, a maioria das vítimas mortais são britânicos e alemães, mas esta informação não foi ainda confirmada pelas autoridades tunisinas.

O ataque ainda não foi reivindicado, mas sabe-se que o Estado Islâmico tem pedido aos seus seguidores que aumentem os ataques durante o mês de jejum do Ramadão.

Ataques recentes

A Tunísia estava em alerta desde Março, mês em que 22 pessoas, maioritariamente turistas, morreram num atentado ao museu Bardo na capital Tunis. Em 2013, um bombista suicida terá tentado levar a cabo um ataque suicida em Sousse, perto do Riadh Palms Hotel, mas foi identificado a tempo e perseguido até à praia onde se explodiu sem ferir outras pessoas.

Este ataque acontece horas depois de um atentado a uma fábrica em França, que deixou uma pessoa morta e vários feridos, e de um atentado suicida no Kuwait a uma mesquita xiita, que deixou pelo menos 13 pessoas mortas. #Terrorismo