A situação da Grécia está complicada e o país tem que pagar até ao final desta terça-feira o montante de 1,6 biliões de euros ao Fundo Monetário Internacional (FMI). O país enfrenta grandes dificuldades e encontra-se a tentar negociar o pagamento deste valor. Um britânico, não indiferente à situação pela qual a Grécia está a atravessar, lançou uma campanha de "crowdfunding" com o intuito de ajudar o país a perfazer o montante necessário.

Numa altura em que a Grécia está a ultrapassar uma das fases mais difíceis, com os bancos fechados e com um montante de levantamento fixado nos 60 euros, Thom Feeny, de 29 anos, conseguiu arrecadar nesta terça-feira cerca de 31 000 euros, conforme adiantou a AFP. O homem iniciou esta campanha com a esperança de poder vir ajudar a Grécia a perfazer o montante que o país deve ao FMI. Fenney trabalha numa sapataria em Convent Garden e deseja que cada europeu contribua com o equivalente "ao preço de uma salada de queijo feta com azeitonas".

O gabinete do primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, adiantou esta terça-feira que a Grécia propôs a todos os seus credores celebrar um contrato com o Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE) de dois anos para poder cobrir as suas necessidades financeiras, assim como a reestruturação da sua dívida. Num comunicado com o nome "pedido aos MES", o governo grego diz que "continua na mesa de negociações" mesmo depois de terem organizado, no passado domingo, dia 28, um referendo sobre as discussões com os credores.

O homem crê que se cada europeu ajudar não ficará muito caro. O próprio já fez uma estimativa, referindo que se cada pessoa doar três euros consegue-se perfazer o valor necessário. Ao site Indiegogo, Thom Feeny diz que "1,6 biliões de euros: é o que os gregos necessitam. Parece muito, mas são apenas três euros por europeu, ou seja, o preço de meia caneca de cerveja em Londres ou de uma salada de feta com azeitonas".

Só na manhã desta terça-feira, cerca de duas mil pessoas responderam ao apelo do jovem londrino e o mesmo já tinha arrecadado o montante de 31 000 euros. Até agora já foram arrecadados mais de 200 000 euros e as ajudas não param de aumentar. #Política Internacional