Uma mulher argentina de 30 anos, chamada Isabella Jazmín tem problemas relacionados com a obesidade e por isso pesa neste momento 360 Kg. Por estar desesperada relativamente ao seu estado, decidiu pedir ajuda em várias #Redes Sociais para ser hospitalizada para poder fazer um tratamento para retirar alguma gordura. Isabella quer e precisa de realizar um tratamento especializado para poder voltar ao seu corpo normal, mas como não tem possibilidades monetárias para tal apelou em várias redes sociais para obter ajuda para poder ser internada e tratada. Isabella, residente em Rosario, a cerca de 310 Km de Buenos Aires, está neste momento à espera e à procura de ser internada num instituto especializado para problemas relacionados com obesidade, onde espera conseguir emagrecer pelo menos cerca de 150 Kg para mais tarde poder realizar uma cirurgia ao estômago.

Uma hora após o seu apelo Isabella publicou na sua conta de Twitter: " Sou muito jovem, não quero morrer por causa da obesidade."

Mais tarde, em entrevista a uma rádio, Isabella desabafou a sua situação: "Tornei-me obesa há 10 anos e há cerca de 6 anos tornei-me doente de obesidade mórbida, quando o meu pai faleceu.

Publicidade
Publicidade

A morte dele foi a principal causa que me levou a comer cada vez mais, pois sentia que a comida era uma anestesia para a dor que eu sentia relativamente à morte dele. Essa foi uma das causas pelas quais hoje tenho este grande peso".

Depois desta revelação íntima de Isabella, um familiar, que preferiu não ser identificado pela imprensa, revelou à agência France Presse que Isabella recebe diariamente ajuda do governo de Rosario. Porém, na localidade não existe um hospital público que possa realmente tratar destes casos e por isso é que ela pediu ajuda. Ela já não está a aguentar mais ter o seu corpo obeso, pois isso impede-a de fazer quase tudo, mesmo até as necessidades mais básicas de qualquer ser humano, como por exemplo, ir à casa de banho.

Com o seu estado publicado, milhares de pessoas em todo o mudo têm deixado mensagens de apoio a Isabella.

Publicidade

Só falta conseguir ser internada como tanto deseja. #Casos Médicos