O Papa Francisco visita, em Julho, a Bolívia. Até aí tudo normal. Mas o Sumo Pontífice comunicou ao governo do país que quer… mastigar folhas de coca. Trata-se de uma tradição das populações autóctones bolivianas, mas os turistas costumam beber uma infusão para combater o mal da montanha ao ficarem instalados na elevada capital de La Paz. A visita está marcada para 8 a 10 de Julho.

O ministro da Cultura da Bolívia, Marko Machicao, adiantou a novidade em palavras à televisão pública, referindo que Francisco "disse-nos que desejava especificamente mastigar a coca". A folha de coca é a principal componente da cocaína, mas no seu estado natural é consumida não só na Bolívia, como também na Argentina.

Publicidade
Publicidade

Excepção para as folhas de coca

A Convenção de 1961 da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre drogas proibia a prática ancestral e cultural, na opinião das autoridades bolivianasque é a mastigação de folhas de coca na Bolívia. Assim era até há cerca de dois anos, quando a ONU readmitiu o país na Convenção. Certo é que a Bolívia é o terceiro maior produtor mundial de coca e cocaína, com cerca de 25300 hectares de plantações de coca, segundo dados da ONU.

Papa irreverente, mas sempre contra as drogas

Desde que foi eleito em 2013, o Papa Francisco é conhecido pela sua irreverência, quebrando o protocolo por diversas vezes. Na visita às Filipinas já este ano, por exemplo, saudou o público com um gesto usado habitualmente pelos fãs de heavy metal, também ligado a um gesto satânico.

Publicidade

A posição de Francisco contra as drogas ficou clara logo nos primeiros meses como Papa. Há cerca de um ano, numa audiência no Vaticano, o Sumo Pontífice falou das drogas como "um mal" que tem que ser resolvido e não com drogas substitutivas. Anteriormente havia referido a droga como um flagelo "alimentado por um mercado infame", sublinhando que na vida não devem entrar substâncias que causem dependência, como droga ou o álcool em excesso. O Papa Francisco apelou também na altura para se estimular os jovens dependentes para reconstruirem a sua vida. #Religião