Um homem disparou esta sexta feira, dia 10, mortalmente sobre, pelo menos, duas pessoas na localidade de Leutershausen-Tiefenthal, próximo da cidade de Ansbach, no sul da Alemanha. As vítimas são uma idosa e um homem que circulava de bicicleta na zona. O suspeito ainda intentou a fuga, mas a Polícia alemã já confirmou a sua detenção. As primeiras indicam que o suspeito, que agiu sozinho, tem 18 anos.

O atirador disparou primeiro sobre uma idosa, de 84 anos, que as autoridades locais acreditam ser sua familiar. Depois, a poucos metros do local do primeiro ataque, atirou também sobre um homem que passava naquele momento de bicicleta e com quem não teria qualquer relação.

Publicidade
Publicidade

As autoridades alemãs confirmaram para já estas duas mortes, mas vão continuar a investigar. O suspeito disparou a partir do interior do seu veículo, um Mercedes Cabrio descapotável, de cor cinza.

As primeiras informações da imprensa alemã indicaram que o suspeito ainda se colocou em fuga, tendo a polícia emitido um alerta à população para a periculosidade do atirador, uma vez que temia que voltasse a atacar noutra zona. "O melhor, se alguém o vir, é avisar quanto antes a polícia. A menos que vejam que o veículo está parado e que o condutor abra a porta", chegou a avisar o porta-voz da polícia local. O jovem foi detido numa gasolineira da cidade, tendo a  detenção sido realizada pelas forças policiais de Ansbach e com a ajuda de vários helicópteros, que partiram da cidade de Munique para participar nas buscas, agora encerradas.

Para já, a polícia ainda não conhece quais os motivos que levaram o homem a disparar sobre as duas pessoas. As autoridades não revelam, por enquanto, a identidade do suspeito, e acreditam que terá agido sozinho, não havendo mais suspeitos do ataque.

O ataque ocorreu na localidade de Ansbach, com mais de 40 mil habitantes.

Publicidade

Situada na região da Baviera, no sul da Alemanha, está situada a cerca de 45 quilómetros a sudoeste da cidade de Nuremberga, com quem tem ligação rodoviária e ferroviária.

#Crime