Um emigrante ilegal foi preso durante esta semana nos arredores de Leicester, em Inglaterra. Segundo os registos do tribunal desta cidade inglesa, um jovem de 25 anos de nacionalidade indiana estaria a residir no país com documentos falsos, utilizando um passaporte português. Através do mesmo, o indiano terá conseguido ainda obter uma carta de condução inglesa e um seguro.

As autoridades responsáveis pelo controlo da #Emigração terão recebido uma denúncia sobre este caso. Após a mesma, foi feita uma busca numa tinturaria têxtil, a EuroDyes, onde o arguido foi encontrado a trabalhar, em Saffron Lane, Leiscester, Inglaterra. O detido, surpreendido pela polícia, terá confessado possuir um passaporte português falso, para intenções impróprias, entre janeiro de 2014 e junho de 2015. Mais tarde foi presente ao Tribunal Real de Leicester, onde foi condenado a uma pena de 6 meses, que será cumprida em território britânico, com posterior deportação para o seu país de origem, Índia.

O Juíz Simon Hammond, responsável por este caso, adiantou à imprensa que "existe uma enorme preocupação social sobre a estadia ilegal de cidadãos estrangeiros e é preciso compreender que quando se utilizam documentos falsos o preço a pagar é a cadeia". Quanto à deportação do emigrante, o juiz remeteu o assunto para o Ministério Público inglês.

O advogado de acusação revelou que quatro agentes policiais e diversos agentes de emigração entraram na tinturaria e encontraram alguns quartos nas traseiras que estavam ocupados por algumas pessoas, incluído o arguido. No quarto estaria o passaporte português, com a fotografia do detido, que foi confirmado como falsificação.

O arguido terá dito que o seu visto expirou em 2012, depois de dois anos onde estudou ciências da computação, curso que não terminou por falta de condições financeiras que o permitissem. Depois de perceber que teria de regressar ao seu país de origem, conseguiu comprar um passaporte português por cerca de 500€, não havendo, no entanto, informação relativa à forma como o conseguiu obter. #Crime