Matthew VanDyke, um norte-americano ex-correspondente de guerra no Iraque e no Afeganistão, está a formar um exército de soldados cristãos com o intuito de combater o Estado Islâmico no Iraque. O exército já conta com 400 cruzados com treino avançado e financiado por vários donativos feitos por cristãos de cerca de 20 países. O norte-americano apresenta-se na sua página do Facebook como um "lutador da liberdade" e diz estar a dar formação a 400 cristãos iraquianos. A ideia é começarem a combater o Estado Islâmico no Iraque e depois irem para a Líbia, Nigéria e pelo resto do mundo, tudo, segundo diz VanDyke, "em defesa da liberdade".

James Foley e Steven Sotloff foram os dois jornalistas decapitados pelo Estado Islâmico no ano passado. Matthew era amigo de ambos e esteve com eles poucos dias antes de serem raptados. Quando soube do sucedido disse que tinha sentido "que tinha que fazer algo". Assim sendo, o norte-americano, mestre em Relações Internacionais pela Universidade de Georgetow, disse ao jornal El Mundo que é cristão mas que não tem a #Religião como objectivo principal, mas sim "encontrar um solução para o problema do Estado Islâmico".

Este grupo de lutadores tem o nome de 'Unidade de Protecção da Planície de Nínive' e é formado por voluntários, os quais na sua grande maioria são ex-militares dos Estados Unidos da América. Esta unidade é ainda financiada por fundos de 20 países diferentes mas são os cristãos americanos que mais contribuem financeiramente para esta suposta causa.

VanDyke fundou uma organização à qual chamou de "Sons of Liberty International" (Filhos da Liberdade Internacional) e encontra-se, neste momento, à espera que o Departamento de Estado dos EUA autorize o seu funcionamento no Iraque com o maior propósito de formar outros soldados. Esta organização é considerada um género de empresa de segurança mas com a particularidade de que não tem fins lucrativos. Matthew esteve detido durante cinco meses em Brera (Líbia) após se ter juntado à rebelião contra Khadafi durante a Primavera Árabe. #Terrorismo