Na manhã de hoje, dia 26 de Agosto de 2015, no estado norte-americano da Vírginia, nos #EUA, a jornalista Alison Parker, de 24 anos e o operador de câmara Adam Ward, de 27 anos, trabalhadores da estação local da Vírginia WDBJ7 TV, foram mortos a tiro durante uma entrevista em directo. Os tiros e o ataque foram assim transmitidos em directo. A entrevistada, Vicky Gardner, presidente da Câmara de Comércio da Região de Smith Mountain Lake, também terá sido atingida nas costas, tendo de ser submetida a uma cirurgia. No vídeo transmitido por uma estação afiliada do canal CBS ouviram-se os tiros seguidos por gritos, antes de o operador de câmara cair no chão.

Publicidade
Publicidade

A afiliada da CBS já confirmou as mortes dos jornalistas, atingidos no centro comercial Bridgewater Plaza, às 6:45 hora local (11:45h em Portugal). Depois do #Crime, o autor colocou-se em fuga.

A polícia esteve à procura do autor dos disparos, juntamente com o FBI, tendo montado uma caça ao homem. No vídeo revelado existe uma vaga imagem do atacante, o que ajudou as autoridades a chegarem a um nome e uma matrícula que identificam o agressor como sendo Vester Lee Flanagan, antigo trabalhador da estação televisiva.

Segundo a Sky NewsVester Lee Flanagan tentou suicidar-se ao ser perseguido pela polícia, mas sem ter tido sucesso e encontra-se em estado crítico. O autor do crime, cuja a idade ainda não foi revelada, utilizava o pseudónimo Bryce Williams enquanto trabalhador da WDBJ7 TV e assim era conhecido.

Publicidade

Este terá utilizado a sua conta do Twitter para partilhar vídeos do homicídio logo após o mesmo e escrito que tudo aconteceu, porque Alison Parker (a jornalista) terá feito um comentário racista sobre ele e Adam Ward (operador de câmara), terá feito queixa dele. Entretanto sua conta terá sido desactivada. Bryce Williams terá disparado cerca de oito tiros sobre os dois ex-colegas que morreram logo no local.

O director geral da estação televisiva WDBJ7 TV, Jeff Marks, falou em directo para prestar as suas condolências pela mortes dos dois jornalistas e afirmou desconhecer o motivo do crime.