Embalsamar um ente querido após a sua morte pode parecer insólito, mas não é um caso assim tão invulgar em Porto Rico. Para muitos incrédulos pode ser mesmo uma situação chocante, porém para outros é uma forma de prestar homenagem aos familiares falecidos. A prática está a tornar-se popular naquele país, onde já foram tornados públicos alguns exemplos. O mais recente diz respeito a uma mulher que mandou embalsamar o corpo do seu filho, colocando-o numa mesa do bar de que é proprietária como se estivesse a jogar dominó.

Jomar Aguayo Collazo, de 23 anos, morreu durante um tiroteio a 11 de Outubro. A ideia da mãe de expor o corpo do filho após a sua morte pretendeu, somente, prestar-lhe uma única homenagem.

Publicidade
Publicidade

No entanto, o The Washington Post já tinha noticiado no ano passado outros casos semelhantes, alguns deles para cumprir o último desejo dos próprios falecidos.

Vestido com um fato de treino azul e sapatilhas brancas, o jovem porto-riquenho aparenta estar num pensamento profundo como se estivesse a definir a sua estratégia de jogo, rodeado dos seus amigos e dos clientes do bar. Contudo, Jomar Collazo está morto, tendo perdido a vida num bar em Rio Piedras, em Porto Rico, no domingo 11 de Outubro, alguns dias depois de ter celebrado 23 anos de vida.

Antes do seu funeral, a mãe decidiu prestar-lhe tributo e proporcionar-lhe um velório invulgar. Contratou uma empresa especializada para o embalsamar e sentou-o numa das mesas do seu bar, permitindo-lhe que jogasse dominó na companhia dos amigos e familiares, em autêntico ambiente de celebração, ao lado de uma “jukebox”.

Publicidade

A prática de embalsamar familiares começa a tornar-se popular em algumas zonas de Porto Rico, como o The Washington Post noticiou em Maio do ano passado, dando conta de outros casos, como o de Christopher Rivera, igualmente de 23 anos de idade. A família optou por mandar embalsamar o corpo e colocou-o na sua habitação em San Juan como se estivesse num ringue de boxe, homenageando, desta forma, a sua carreira naquela modalidade desportiva.

Por sua vez, a família de David Morales Colón, de 22 anos, cumpriu o seu desejo e vestiu o seu corpo embalsamado com o equipamento adequado, instalando-o em cima de uma moto Honda CBR600. #Insólito