Vários foram os desafios lançados ultimamente na internet que rapidamente se tornaram virais. O mais recente é conhecido como o Condom Challenge, ou melhor, o desafio do preservativo. Esta nova moda consiste em atirar com um preservativo cheio de água à cabeça de alguém, provocando assim uma bolha de ar. Porém, especialistas alertam para o risco de asfixia caso o preservativo não seja rebentado a tempo.

A ideia surgiu recentemente no Japão e, para além de permitir testar a capacidade do preservativo, permite ainda alertar para a importância das relações sexuais protegidas. Dois amigos japoneses lançaram esta brincadeira na internet e o vídeo tornou-se rapidamente viral.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o site Notícias ao Minuto, o objetivo desta brincadeira passa por “largar um preservativo cheio de água sobre a cabeça de outra pessoa. Se funcionar corretamente, o preservativo deverá envolver todo o rosto da pessoa, ajustando-se ao seu pescoço, e rebentando depois”.

Depois do vídeo original ter sido visto e partilhado milhares de vezes foi criada a hashtag #CondomChallenge. Nesta conta oficial no Twitter são já muitos os vídeos reproduzidos por quem aderiu à nova moda.

Apesar de perigoso, há quem assegure que este desafio serve apenas para provar que todos devem manter as suas relações sexuais protegidas, desmistificando assim o mito de alguns homens que não recorrem ao preservativo por acreditarem que o seu órgão sexual é demasiado grande para um pequeno pedaço de látex.

Publicidade

Porém, há que alertar para o risco de sufocamento caso o preservativo não rebente de imediato.

Esta nova moda é lançada pouco tempo depois de um outro desafio ter feito sucesso nas #Redes Sociais, o desafio do gelo. Este último pretendia lançar um balde com gelo ou com água gelada sobre a cabeça de um companheiro; quem não o fizesse teria de doar dinheiro a instituições ligadas à esclerose lateral amiotrófica. Estúpido ou não, a verdade é que este desafio conseguiu angariar alguns milhões de dólares que estão agora a ser utilizados na investigação sobre a doença.

Relativamente ao desafio do preservativo não sabemos se terá o mesmo impacto positivo na sociedade, mas uma coisa é certa: quem adere à nova moda passa alguns momentos de boa disposição. #Curiosidades