Mark Zuckerberg tem vindo a surpreender mais e mais. Em Setembro, afirmou que iria ajudar as Nações Unidas a dar acesso à Internet para os campos de refugiados. Já em Novembro, revelou que iria tirar uma pausa de dois meses de licença de paternidade quando a sua filha Max nascesse, dando um passo para que muitos pais trabalhadores talvez venham a poder fazer o mesmo no futuro.

Numa carta escrita para a sua filha Max, Mark Zuckerberg, o co-fundador e CEO do globalmente conhecido #Facebook, anunciou ontem que, juntamente com Priscilla Chan, sua esposa, iria doar 99% das suas acções do Facebook (de momento equivalentes a 45€ biliões de dólares) durante o resto das suas vidas para caridade.

Publicidade
Publicidade

Estão já a formar uma nova organização, que terá como objectivo principal gerir o dinheiro para a iniciativa: The Chan Zuckerberg Initiative. A ideia desta iniciativa foca-se em dois objectivos principais. A primeira, aumentar e desenvolver o potencial humano, e a segunda, resumidamente, pretende promover a igualdade, independentemente da nacionalidade, etnia, família onde nasceram e as circunstâncias onde estão inseridos.

Mark Zuckerberg fala de quanto as notícias actualmente mostram o que está errado, mas em muitas vertentes o mundo está a ficar melhor. O conhecimento está a crescer, assim como a saúde que tem melhorado com avanços na medicina, e a pobreza tem diminuído. No entanto, gastamos hoje 50 vezes mais tratando pessoas doentes, em vez de investir mais em não as deixarmos ficar doentes em primeiro lugar.

Publicidade

Diz Mark na carta aberta à sua filha que a nossa geração tem o dever de pensar nas melhorias que pode deixar para os mais novos. Temos a possibilidade de descobrir a cura para algumas das doenças que mais matam hoje em dia, como doenças cardíacas, cancro, doenças neuro degenerativas, AVC's e doenças infecciosas. E com isso eliminar muito sofrimento, prolongar anos de vida e consequentemente vivê-la de uma forma mais plena. 

Também com a mente focada em eliminar a fome e a pobreza, oferecer serviços de saúde básicos, e até pensar em estabelecer relações de paz e entendimento entre todos, independentemente de quem são, pois somos todos humanos. E ao invés de competir, unir talentos para fazer um mundo melhor.

Mark Zuckerberg e Priscilla Chan dizem a filha Max que querem dar uma passo para que tudo isto aconteça e ela viva num mundo melhor do que este em que vivemos hoje. #Causas