De acordo com o site TVI 24, esta quarta-feira, no Aeroporto de Mumbai, um engenheiro da Air Índia morreu após o copiloto ter ligado acidentalmente o motor do aparelho. O técnico trabalhava perto do avião e teve morte instantânea depois de ter sido sugado para o interior do motor. 

No terminal do aeroporto, o aparelho, que se encontrava parado, estava prestes a partir para Hyderabad (Índia), quando o copiloto do voo 619 ligou o motor devido a um erro de interpretação de um sinal. Tal ocorrência fez com que o técnico da companhia aérea, Ravi Subramanian, 40 anos, perdesse a vida. O engenheiro encontrava-se à frente do aparelho a supervisionar as manobras do avião, que estaria prestes a descolar.

Publicidade
Publicidade

 

Em comunicado, um porta-voz da companhia refere que houve uma falha na comunicação: “o copiloto confundiu o sinal e ligou o motor. Quando o ligou, acabou por sugar o técnico que estava perto do avião.” O cadáver foi retirado do motor do avião mas devido ao estado em que o corpo se encontrava não foi possível enviá-lo para a autópsia. 

Um funcionário da empresa refere que é do conhecimento dos técnicos que a área que está à frente dos motores deve estar desimpedida. No entanto, mesmo que um avião esteja a ser deslocado para trás com o motor ligado, este só funciona a 10% num total de 35%.  

O que fornece energia aos motores do avião, ou seja, a unidade auxiliar de potência, não estava a funcionar, o que alterou o procedimento de funcionamento do motor. Como acontece na maior parte dos aviões da Air India, não é hábito a unidade auxiliar de potência funcionar, segundo um funcionário da companhia. Depois de verificado todo o processo de segurança e estando o avião preparado para a descolagem, a equipa terrestre dá ordem para iniciar o arranque do aparelho. 

O presidente da Air Índia, num comunicado, referiu que está em aberto um inquérito para apurar toda a verdade sobre a tragédia que ceifou a vida a Ravi Subramanian.

Publicidade

Para Virendra Mishra, comissário da polícia, este incidente está a ser tratado como uma morte acidental. Segundo a BBC, depois do incidente, tanto o piloto como o copiloto da Air Índia foram suspensos.  #Tragédia