A história está a dar que falar. O presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama, no seu último discurso do Estado da União,em Washington, elogiou o casal norte-americano Sue Ellen e David Grammer (que perdeu a vida em 2014). Até aqui nada preocupante, mas a situação muda de figura quando se descobre que eles foram 'amigos do alheio' que fugiram às autoridades em 1995, mudando-se para Portugal, mais concretamente para Silves. Ali permaneceram 7 anos.

Durante a sua permanência nos nosso país, assumiram-se como Susane e Michael Grammiere e vários amigos referiam que o casal esteve envolvido em esquemas ligados ao imobiliário.

Publicidade
Publicidade

Em 2002, decidiram apresentar-se na Embaixada dos Estados Unidos, assumindo assim os seus crimes e foram condenados a 7 anos de prisão.

Após as suas libertações, fundaram uma associação que pretende melhorar a qualidade das prisões norte-americanas e também ajudar a reintegrar os reclusos na sociedade. Por esta razão, Sue Ellen mereceu o reconhecimento de Obama, assistindo ao discurso do presidente a partir do camarote onde se encontrava também Michelle Obama. 

"[Estas pessoas] personificam o tempo que o Presidente Barack Obama esteve no poder e, mais importante, representam-nos como americanos: são inclusivos e têm compaixão, são inovadores e corajosos", declarou a Casa Branca no documento que anunciava os convidados.

Os temas do discurso de Obama

Para além desta surpreendente homenagem, o presidente dos Estados Unidos, que cumpre o último ano de mandato, falou durante o discurso do Estado da União sobre vários assuntos, nomeadamente uma análise aos seus 8 anos (realçando a aproximação de relações com Cuba e a recuperação financeira do seu país), a atual campanha dos candidatos à sua sucessão (onde reprovou as ideias de Trump, afirmando que é necessário respeitar os imigrantes), o terrorismo e a necessidade de investir mais na evolução tecnológica (para travar problemas como as mudanças climáticas).

Publicidade

Ao contrário do que se esperava, curiosamente, não foi abordado um tema escaldante: a captura de soldados americanos pelo Irão. #Curiosidades #Política Internacional