A história de uma menina de apenas 2 anos de idade está a deixar a comunidade de Burton-upon-Trent, no Reino Unido, emocionada. A criança não conseguiu acordar a mãe, que estava inconsciente, e resolveu ir sozinha para o infantário, cumprindo a rotina diária. Mas a menina foi vista por um agente da #Polícia que estava de folga e que acabou por desvendar o caso. Os serviços de emergência ainda tentaram salvar a mulher, de 30 anos, que acabou por falecer. A criança ficou entregue aos cuidados de familiares.

Segundo relata o jornal britânico “The Independent”, a situação verificou-se no passado dia 6, numa rua de Burton-upon-Trent, quando um agente da polícia seguia no seu automóvel com a sua mulher, gozando um dia de folga.

Publicidade
Publicidade

O casal estranhou ver uma criança a caminhar sozinha e resolveu abordá-la. A menina, de apenas 2 anos, disse ao polícia que ia para o infantário sozinha, uma vez que não tinha conseguido acordar a mãe. O agente policial ficou ainda mais surpreendido com aquela versão e acabou por pedir à menor que o conduzisse até à sua casa.

No interior da habitação, o polícia viria a encontrar a mãe da menina, Nicolla Rushton, de 30 anos, inconsciente, tendo então dado o alerta, chamando os serviços de emergência. O casal permaneceu no local a cuidar da menina até à chegada dos socorristas e das autoridades. Contudo, apesar dos esforços para reverter a situação da vítima, os paramédicos limitaram-se a confirmar o óbito. A polícia não encontrou indícios que pudessem levantar suspeitas sobre a morte da mulher, cujas causas serão apuradas no âmbito de um inquérito entretanto instaurado.

Publicidade

A acção daquele agente de polícia em dia de folga foi considerada brilhante por parte do chefe da polícia de Staffordshire, Steve Maskrey, enaltecendo a atitude do seu agente, que prova que “nunca estamos fora de serviço”, conforme declarações ao “The Independent”. Por outro lado, aquele responsável lamentou a morte da mulher, referindo que apesar do socorro não foi possível salvá-la. Steve Maskrey aproveitou ainda para agradecer a colaboração da comunidade local durante a investigação desenvolvida pela polícia.