A atitude de uma mulher #Polícia está a emocionar o mundo. Um bebé recém-nascido foi encontrado abandonado numa floresta com fome e em fase de hipotermia. A agente policial que se deslocou ao local para tomar conta da ocorrência decidiu amamentar a menina enquanto aguardava pela chegada dos socorristas. Os médicos acreditam que se não tivesse sido aquele acto “maternal”, o bebé poderia não ter conseguido sobreviver. O caso aconteceu na Colômbia e está a ser espalhado por todo o mundo.

A bebé foi descoberta por uma mulher de 59 anos, que estava a colher laranjas. Edinora Jimenez ouviu pequenos gemidos e inicialmente pensou tratar-se de um gato.

Publicidade
Publicidade

Contudo, procurou saber de facto o que era e deparou-se com uma menina recém-nascida, ainda com o cordão umbilical e com sinais de hipotermia, tendo alertado de imediato as autoridades.

Quando a oficial de polícia Luisa Fernanda Urrea chegou ao local, verificou que a pequena bebé, para além dos indícios de hipotermia, revelava sinais de ter fome. Como tinha sido mãe há pouco tempo, a agente policial decidiu ela própria amamentar a menina, enquanto aguardava pela chegada dos socorristas. Uma atitude que a tornou uma heroína, apesar de não se considerar como tal. De acordo com o jornal Daily Mail, Luisa Urrea apenas refere que fez o que qualquer mulher teria feito nas mesmas circunstâncias. “Eu sou recém-mãe e reconheci as necessidades que esta pobre criatura tinha”, afirma.

No entanto, o mesmo jornal refere que os médicos enalteceram aquela atitude, considerando que sem aquele “apoio materno” por parte da agente policial, e tendo em conta o pouco tempo de vida que tinha, a bebé teria sucumbido à fome e à hipotermia.

Publicidade

Agora, a menina foi entregue pelas autoridades aos cuidados de uma instituição que presta serviços de bem-estar a famílias, devendo o seu futuro passar pela adopção. Entretanto, a polícia está a investigar o caso, juntamente com os vários serviços de saúde da região, com vista a identificar a mãe que abandonou a bebé. Pelo seu comportamento, a recém-mãe poderá ser acusada pela prática de um crime de homicídio tentado, uma vez que abandonou a criança, presumivelmente com poucas horas de vida que, caso não tivesse sido socorrida a tempo, poderia ter morrido.