Um tribunal do estado de Tennessee, na região sudeste dos Estados Unidos da América, condenou um menino de 11 anos a uma pena de prisão, passando a ficar sob a custódia das autoridades até completar 19 anos. O juiz que presidiu ao julgamento considerou que Benjamin Tiller matou de forma dolosa uma menina de 8 anos, sua vizinha, ao disparar uma arma de caça. O tribunal entendeu que Benjamin necessita de ajuda, mas afirma que quem pratica um homicídio daquela natureza, considerado de primeiro grau, não pode ficar em liberdade.

O trágico acontecimento ocorreu a 3 de Outubro do ano passado em White Pine, Tennessee. Segundo o jornal Daily Mail, a pequena Makayla Dyer foi a casa de Benjamin acompanhada pela sua irmã e com o seu cão.

Publicidade
Publicidade

Da janela da sua habitação, o menino pediu à vizinha para brincar com o cão, mas esta terá negado. O pequeno Benjamin foi ao interior da residência buscar a arma, uma caçadeira que estaria num armário sem protecção e, voltando à janela, insistiu com a amiga, mostrando que estaria armado.

A pequena Makayla não acreditou que a arma fosse verdadeira e até achou engraçada a ameaça do amigo. No entanto, sem nada fazer prever, Benjamin apontou a arma através da janela e puxou o gatilho, efectuando um disparo que atingiu a criança na zona acima do coração. A menina caiu para trás inanimada e o óbito viria a ser confirmado no local, enquanto a mãe de Benjamin surgiu e o abraçou em estado de choque e a chorar.  

De acordo com o site Wat.com, a família de Tiller veio, mais tarde, apelar à inocência da criança.

Publicidade

Os seus bisavós, Dianna e Jack Houchins, disseram que no momento do acidente estava presente outra criança e que teria sido essa que, acidentalmente, disparou e matou a menina. Reconheceram que foi o bisneto que foi buscar a caçadeira ao armário do pai, mas que a teria passado através da janela a outra criança para a ver e que teria sido esta que disparou, de forma involuntária, contra Makayla Dyer.

Uma tese que não convenceu o juiz, que deu como provado ter sido Benjamin Tiller o autor do #Crime, até porque tinha treino em segurança de armas de fogo e já tinha acompanhado o pai em caçadas.

  #Justiça #EUA