A polícia norte-americana deteve uma mulher de 35 anos por ter colocado a sua filha, de apenas 2 anos, no interior de um forno. A mulher, mãe solteira, pretendia com aquela atitude macabra, castigar a pequena menina. A criança sofreu queimaduras de segundo e terceiro graus e foi internada numa unidade de queimados em Dallas, no Texas. O juiz só devolverá a mulher à liberdade mediante o pagamento de uma caução no valor de 300 mil dólares, cerca de 266 mil euros.

O caso aconteceu em Glen Rose, Texas, quando Tasha Hatcher, de 35 anos, mãe solteira, decidiu castigar a sua filha, de apenas dois anos de idade, colocando-a no interior de um forno ligado.

Publicidade
Publicidade

Segundo o jornal Dailly Mail, a criança sofreu queimaduras de segundo e terceiro grau, pelo que está numa unidade de queimados de um hospital de Dallas, em estado estável. A menina está agora entregue às autoridades, tendo sido retirada a custódia à mãe. Um tio da menina disse aos jornalistas que a família está impedida de estabelecer qualquer contacto com a criança enquanto estiver a decorrer a respectiva investigação.

Na passada quinta-feira, dia 17 de Março, as autoridades deslocaram-se a casa de Tasha Hatcher, depois de terem sido alertadas por alguns vizinhos, dando conta que a mulher teria colocado a criança dentro do forno. A mãe foi detida e viu o juiz a decretar-lhe a prisão preventiva até à realização do julgamento. Só poderá regressar à liberdade se pagar uma caução no valor de 300 mil dólares.

Publicidade

O Daily Mail refere que Tasha Hatcher é mãe solteira e trabalha actualmente numa unidade hoteleira numa igreja em Glen Rose. A mulher está acusada de ter provocado uma lesão corporal grande a uma criança, praticando um #Crime de primeiro grau, segundo a legislação norte-americana, o que poderá traduzir-se num homicídio qualificado no âmbito do código penal português. Aquele é um caso que está a chocar, não só os residentes na região onde Tasha Hatcher morava com a família e a sua pequena filha, mas também os Estados Unidos, dado tratar-se de uma situação macabra praticada por uma mãe.

  #EUA