Uma situação insólita que poderá ter resultado de uma negligência. Uma criança de apenas 3 anos ficou sozinha na creche municipal. Com medo dos cães que fazem a segurança ao edifício, o menino escondeu-se numa sala. A mãe acabou por avistá-lo por uma janela e com a ajuda de vizinhos o petiz foi retirado pelo telhado. As autoridades instauraram um inquérito e já foram afastados dois funcionários da creche.

O caso aconteceu na quinta-feira, dia 7 de Abril, numa creche de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina (Brasil). O pai atrasou-se no trabalho e chegou um pouco mais tarde à creche para ir buscar o filho. Quando chegou à escola, foi informado que o menino não se encontrava na sala de espera dos pais.

Publicidade
Publicidade

Daí que o pai tenha pensado que a mulher o teria ido buscar. No entanto, quando chegou a casa apercebeu-se que tal não tinha acontecido.

De regresso ao estabelecimento de ensino, o casal encontrou as instalações encerradas, só havendo dois cães soltos que habitualmente fazem a segurança do edifício durante a noite. Foi quando a mãe avistou, por uma janela, que o seu filho estava a dormir dentro de uma sala de aula que tinha a porta aberta. O pânico foi total, mas as pessoas não podiam fazer barulho para evitar que os cães se apercebessem da existência da criança e lhe fizessem mal. Foi quando alguns populares, moradores do mesmo bairro, tentaram ajudar o casal. Dois jovens conseguiram trepar para o telhado da escola e através daí entraram na sala, tendo, desta forma, retirado o menino em segurança, encontrando-se bem de saúde.

Publicidade

Inconformados com aquela situação insólita, que poderia ter um final triste, os pais decidiram participar o caso às autoridades. A mãe não consegue compreender porque não foi feita uma vigilância eficaz no interior de todas as salas de aula para apurar se existia alguma criança esquecida ou não, antes de encerrar as portas. E acrescenta que para trabalhar com crianças terá de haver responsabilidade e uma atenção redobrada. Entretanto, a Prefeitura (Câmara Municipal) de Chapecó já anunciou que foi iniciado um processo de inquérito para apurar o que falhou naquela situação, tendo já afastado dois auxiliares que trabalhavam naquela creche.

  #Educação #Insólito