Em Penang, Malásia, foi encontrada na passada quinta-feira, dia 7 de abril, uma pitão com cerca de oito metros de comprimento e 250 quilos. Trabalhadores da construção civil encontraram a serpente, uma das mais perigosas e maiores do mundo, numa obra, e foram necessários 30 minutos para conseguir imobilizá-la. As imagens foram divulgadas pelo Ministério da Administração Interna malaio.

De acordo com o Livro de Recordes do Guinness, vive atualmente em cativeiro, nos Estados Unidos da América, Medusa, a maior pitão conhecida, com 7,67 metros de comprimento e 158,8 quilos de acordo com o site Notícias do Mundo. A pitão encontrada agora poderá vir a bater o recorde anterior.

Publicidade
Publicidade

Ocorrências em Portugal

Em março, do ano passado, foi encontrada uma pitão albina no Algarve com aproximadamente dois metros de comprimento. Militares da Guarda Nacional Republicana, do Núcleo de Proteção Ambiental do Destacamento Territorial de Albufeira, foram alertados por um morador que encontrou a espécie no contentor do lixo. A pitão foi posteriormente levada para Olhão, para o Parque Natural da Ria Formosa. O proprietário do animal não foi identificado, segundo o site do Correio da Manhã.

Em janeiro de 2014, na zona do Lumiar, a Polícia de Segurança Pública de Lisboa confiscou uma pitão com quatro metros de comprimento e 70 quilos, dentro de uma caixa de plástico no interior de um porta-bagagens. O animal foi mais tarde encaminhado para o Jardim Zoológico de Lisboa, uma vez que o suspeito não tinha em sua posse nenhum documento que comprovasse a posse do animal, de acordo com o site do jornal Sol.

Publicidade

  

Esta espécie de animal mede entre quatro a seis metros de comprimento e é das maiores serpentes que existe no mundo. A coloração que apresenta no dorso é bastante idêntica a uma rede; não é considerado um animal venenoso e, mesmo na escuridão, têm membranas que lhes permitem detetar e caçar as suas presas. 

Oriundo do Sudeste Asiático, este animal de dia vive em troncos ocos, buracos no chão ou em fendas entre as rochas, segundo o site do Jardim Zoológico de Lisboa.  #Natureza #Animais #Curiosidades