Passados sete anos e sem que tenha conseguido liquidar o anterior empréstimo, Angola volta a solicitar apoio ao Fundo Monetário Internacional (FMI). Este ano Angola tinha agendada a liquidação de 125 milhões de euros, dos 183 milhões que ainda faltam liquidar. Em 2009 o valor da ajuda externa ao país foi de 1,1 mil milhões de euros e de acordo com algumas previsões feitas por economistas, o valor do resgate financeiro agora solicitado será ainda maior. No sentido de serem apurados os valores necessários para ajustar as contas do governo angolano, está prevista a deslocação de membros do FMI para este mês de maio.

Desde a queda do valor do petróleo que Angola entrou numa profunda crise económica e financeira.

Publicidade
Publicidade

O petróleo é há vários anos o pilar da economia angolana e o canal de entrada de divisas estrangeiras, mais propriamente o dólar. A desvalorização do petróleo fez com que a Banca começasse a impor limitações para as transferências para fora do país, para além do total abrandamento e até abandono do investimento público. Para tentar salvar a economia e a degradação da mesma, o governo angolano resolveu solicitar apoio externo e espera-se que no decorrer desta primeira visita do FMI já se consiga apurar o valor necessário a emprestar. #Política Internacional #Combustíveis