Um jovem de 24 anos é suspeito de ter matado as suas filhas, duas meninas de 15 meses. As meninas foram deixadas sozinhas dentro de um carro, à porta de casa, e quando foram descobertas já estavam cadáveres. Os vizinhos ainda tentaram socorrê-las, arrefecendo-as numa piscina e com água gelada, mas sem sucesso. A tragédia aconteceu no momento em que a mãe estava a ser socorrida num hospital na sequência de um acidente de viação.

O caso remonta à tarde desta quinta-feira, 4 de Agosto, em Carrol County, num dia em que as temperaturas estiveram elevadas naquela região do estado norte-americano da Georgia. O jovem chegou a casa e deixou as duas meninas fechadas dentro do carro, estacionado, à porta da residência.

Publicidade
Publicidade

A situação só foi descoberta mais tarde pelos vizinhos da família. Os populares aperceberam-se da presença das duas gémeas no interior do automóvel e ainda as conseguiram retirar com vida. Enquanto esperaram pelos meios de emergência, tentaram arrefecer as #Crianças numa piscina de uma moradia vizinha, assim como molha-las com panos embebidos em gelo. Mas sem sucesso. As meninas acabaram por morrer durante o transporte para o hospital local.

Segundo as autoridades policiais, que investigam o caso, confirmaram que as duas crianças morreram depois de serem deixadas no interior do automóvel, e que aquela tragédia aconteceu quando a mãe das meninas estava a ser socorrida num hospital, em Atlanta, após ter sido vítima de um acidente de viação. A polícia acabou por deter o pai das meninas, que está agora indiciado da prática de dois crimes de homicídio e conduta imprudente.

Publicidade

Aquela tragédia deixou em estado de choque a comunidade residente naquele bairro, não encontrando justificações para que aquele pai tenha deixado as filhas fechadas no interior do automóvel, debaixo de altas temperaturas. “É inexplicável”, afirmaram alguns vizinhos da família aos jornalistas.

Por outro lado, as autoridades policiais revelam que, infelizmente, são vários os casos semelhantes verificados no país, onde nos últimos 18 anos, já morreram mais de 550 crianças após terem sido deixadas dentro de automóveis. Só na Geórgia há o registo de, pelo menos, 28 mortes naquelas condições, desde 1995. #Crime