Foi através de um site de encontros online que este casal se conheceu nos Estados Unidos da América. Depois de uma noite romântica entre o casal, a mulher de Nova Jérsia foi surpreendida ao ver que o seu momento íntimo tinha sido partilhado com vários amigos do seu namorado, Angel Natal.

O site OKCupid foi o ponto de partida para este casal se conhecer pessoalmente depois de combinarem um encontro online. Ambos aceitaram ter uma noite romântica na casa de Angel Natal, situada muito perto de Seaside Park, nos Estados Unidos da América. Durante o ato sexual, a mulher afirma ter notado que Angel olhava imensas vezes "para trás".

Publicidade
Publicidade

Esta mulher começou a desconfiar que algo não estaria certo e, ao olhar para um dos espelhos do quarto, viu que o seu namorado tinha guardado um iphone ao seu lado e que estava em plena videochamada, através do FaceTime, com os seus amigos que estavam a assistir em direto ao momento íntimo entre este casal.

Depois de ter percebido o que realmente estava a acontecer, a mulher começou a discutir com o seu parceiro e percebeu rapidamente que os amigos desligaram logo a chamada mal perceberam o que tinha acontecido. 

A mulher ficou muito zangada com o parceiro e dirigiu-se logo à esquadra da polícia mais próxima para apresentar queixa contra Angel. A parceira de Angel relatou à polícia que, no caminho para a esquadra, encontrou dois amigos que estavam a assistir ao momento íntimo através da videochamada e que estes começaram logo por fazer comentários desagradáveis a seu respeito.

Publicidade

Estes amigos entraram no apartamento de Angel logo após a sua saída. 

A polícia confrontou Angel com estes factos e o homem acabou por admitir o que tinha feito. Desta forma, Angel Natal foi acusado de "voyeurismo e devassa da vida privada" e está preso neste momento enquanto aguarda julgamento. A polícia já divulgou que continua a investigar este caso insólito e que pretende encontrar todos os amigos que assistiram em direto ao momento íntimo deste casal, que não estava autorizado a ser transmitido para ninguém.  #Crime #EUA