A companhia aérea JetBlue trocou o destino de duas crianças que viajavam sozinhas a partir de Santiago, na República Dominicana. Quando uma das mães estava no aeroporto para receber o filho, apenas a bagagem era dele, já que a criança lhe que foi entregue era outra. O seu filho tinha sido enviado para outro destino e a transportadora precisou de cerca de três horas para a localizar. Ainda em estado de choque, aquela mulher recusou receber a indemnização que a companhia lhe atribuiu, em jeito de compensação, para descontar em futuros voos.

O caso remonta a 17 de Agosto, mas só agora foi noticiado pela cadeia de televisão norte-americana CNN.

Publicidade
Publicidade

O pequeno Andy regressava da Republicana Dominicana onde tinha ido visitar alguns familiares. A mãe, Maribel Martinez estava no aeroporto internacional John F. Kennedy, de Nova Iorque, à sua espera. Mas nem quis acreditar no que aconteceu. À chegada do voo, as assistentes da companhia aérea entregaram à mulher uma outra criança com os pertences do filho. Maribel Martinez ficou desesperada e ao pânico e, na ocasião, só pensou que o seu filho teria sido raptado. Sentada ao lado de uma criança que não conhecia, olhava para o passaporte do pequeno Andy, para a mala com as suas roupas e não conseguia pensar em outra coisa. A JetBlue precisou de cerca de três horas para descobrir o paradeiro de Andy, que tinha seguido viagem para Boston, destino do outro rapaz e onde estariam os seus familiares a aguardar pela sua chegada.

Publicidade

Segundo Tamara Young, porta-voz da companhia aérea, as duas crianças embarcaram em Santiago, na República Dominicana, uma com destino a Nova Iorque e outra para Boston. Contudo, sem conseguir explicar em que circunstâncias se deu o lapso, os dois pequenos rapazes entraram nos voos errados, viajando, assim, para destinos trocados. A transportadora aérea instaurou um processo interno para averiguar o que terá falhado e disponibilizou-se para indemnizar a família de Andy em cerca de 1.900 euros, a descontar nos próximos voos. Uma compensação que Maribel Martinez acabou por recusar. #Viagens