Era sexta-feira, a noite estava fria na cidade berço. O Vitória jogava pelo primeiro lugar no campeonato, mas nem isso impediu que milhares de pessoas se deslocassem ao Pavilhão Multiusos de Guimarães para assistir ao concerto da banda de Tim Booth. Depois de um mini concerto na estação de São Bento, na quinta-feira, James chegaram a Guimarães para um concerto que durou mais de duas horas. Passava das 22h, quando a banda subiu ao palco do Multiusos, para delírio do público presente. O concerto estava esgotado, o pavilhão cheio e não demorou muito - foi logo no fim da segunda #Música - que Tim Booth saiu do palco, e se dirigiu para o meio da multidão de onde cantou o terceiro tema.

Publicidade
Publicidade

No concerto foram apresentados os temas do mais recente álbum de originais da da banda, Le Petit Mort, mas sem esquecer os grandes êxitos lançados ao longo dos mais de trinta anos de existência da banda britânica. A quando dos primeiros acordes da música "Getting Away With It (All Messed Up)", o mar de gente que inundava o pavilhão rapidamente se "iluminou", levantando telemóveis e máquinas fotográficas para registar o momento, para partilhar e mais tarde recordar.

Tradições Nicolinas e Banda Britânica juntas em Palco

Em véspera de uma das maiores tradições vimaranenses - as festas em homenagem a São Nicolau - subiu ao palco o grupo de Nicolinos - grupo eleito para liderar o cortejo do Pinheiro, que é o momento destas festas. O grupo participou em uma das músicas da banda, tendo depois entoado o toque típico das festas Nicolinas, o que foi um dos momentos altos da noite e com certeza único paras as duas partes.

Publicidade

Não é porém a primeira vez que o Grupo de Nicolinos sobe ao palco para tocar ao lado de uma banda. Em 2012, foram os Expensive Soul que partilharam o palco com o grupo tradicional da cidade de Guimarães.

A Banda britânica, formada em 1981 em Manchester, mantém relações com o nosso país, tendo Tim Booth vários familiares em Portugal. O próprio guitarrista da banda, Saul Davies, é casado com uma portuguesa e vive há vários anos em Portugal. Depois da noite em Guimarães partem para Lisboa, para o concerto no Meo Arena, e levam na bagagem mais daquilo que são as tradições portuguesas, em especial aquilo que são as tradições Vimaranenses.