Desde sempre nos escolhemos como próprio tema de representação visual. Esta experimentação da imagem é uma expressão do indivíduo que tem como recorrente necessidade comunicar as suas características e personalidade ao mundo exterior, mas também ao próprio objecto retratado. Serve como reflexão sobre o ser que é representado e a sociedade a ele inerente. Nos primórdios da auto-representação os objectos representados pertenciam à "alta sociedade", enquanto que hoje em dia no hiperespectáculo das redes sociais nasce um novo conceito de retrato: a selfie.

Este novo veículo de divulgação imagética proporciona um recurso expressivo de comunicação que permite a expressão individual de praticamente toda a sociedade, tornando esta uma representação banal e narcisista, onde todos nós desejamos dizer olá ao mundo e mostrar as nossas novas conquistas e lugares explorados.

É neste contexto que surge uma nova perspectiva sobre o retrato. Olivia Muus, uma directora artística, designer e marketeer residente em Copenhaga, cria uma série fotográfica na Galeria Nacional da Dinamarca na qual funde retratos pictóricos com o conceito de auto-retrato fotográfico contemporâneo.

Deste modo a designer estabelece um cruzamento entre épocas e põe os retratos de museus a tirarem selfies. As mãos da designer são o fio conector temporal entre a história de arte e a reinterpretação moderna do auto-retrato.

Esta abordagem criativa propõe um estilo fotográfico de carácter performativo, onde o tema principal não é mais a objectificação de si mesmo, mas sim a interação com o objecto representado.

A intenção da fotógrafa Olivia Muus era exatamente transformar o carácter das personagens representadas e dar às suas expressões faciais todo um novo significado.

O propósito foi conseguido com sucesso pois criou uma série de divertidos retratos onde dá uma nova vida às damas e lordes da corte que agora tiram selfies com os seus smartphones. Por esta e outras abordagens inteligentes experimentadas desde o início do conceito de selfie, certamente que o ato de tirar um auto-retrato irá encontrar o seu lugar na arte. #Entretenimento