Aos olhos de muita gente (maioritariamente portugueses), o Porto continua a ser apenas a cidade do vinho bom ou a cidade das inúmeras pontes, mas neste momento o Porto é muito mais que isso. Quem não é da cidade mas decide ir passear à semana ou ao fim de semana pelas ruas da boa e velhinha baixa portuense, depara-se com uma sensação tão boa que chega ao ponto de se perguntar se cruzou alguma fronteira e está num país desconhecido, devido à inacreditável concentração de turistas ou estudantes que trocaram o seu país ou cidade natal pela cidade do Porto.

As causas deste grande fluxo turístico têm muito que ver com as políticas aplicadas recentemente na cidade: as praças foram reabilitadas, ruas antigas estão como novas, edifícios em ruínas foram reerguidos e remodelados, o sistema de transportes privilegia a mobilidade e a acessibilidade e as zonas de comércio funcionam às mil maravilhas.

Publicidade
Publicidade

Andar a pé pela célebre Rua de Santa Catarina ou pela Avenida dos Aliados também se torna um prazer enorme. Para além dos edifícios históricos que fazem as delícias das câmaras fotográficas, podemos assistir às também célebres performances de rua de todos os estilos, sejam músicos, homens-estátua ou até pintores a exporem o seu trabalho. O Porto é isto mesmo, um misto de arte e cultura. Não muito longe dos locais referidos acima temos, claro está, a Ribeira, um dos grandes pontos de interesse da cidade onde, com o Rio Douro como plano de fundo, podemos encontrar inúmeros restaurantes e bares, locais de animação noturna, ou observar os clássicos barcos rabelos que faziam o transporte das pipas de vinho do Porto.

Durante a noite a cidade também não para. As pessoas continuam a sair à rua procurando alguma atividade do seu interesse, seja uma peça de teatro no Rivoli ou no recém-remodelado Teatro Nacional de São João, um concerto na Casa da Música, no Hard Club (para os mais "heavy") ou no Coliseu do Porto.

Publicidade

Há também os que preferem juntar os amigos e ir comer a célebre francesinha, ou fazerem uma visita aos espaços culturais alternativos como o Maus Hábitos ou o Edifício Axa. É praticamente inevitável para os mais românticos e sensíveis caírem de amores por esta cidade e por esta gente. Veja-se também os majestosos jardins de Serralves ou do Palácio de Cristal, a imponente Torre dos Clérigos, a incrível arquitetura da Ponte de D. Luís ou da Estação de São Bento, o interior da Livraria Lello, que mais parece saída de um filme de Harry Potter, a Sé do Porto, datada da primeira metade do séc. XII… A lista poderia prolongar-se por milhentas linhas de texto. Por estas e por muitas outras coisas, o Porto é o Melhor Destino Europeu de 2014 e sim, é em Portugal! #Turismo