Conhece Lisboa? Não conhece, não! A cidade das 7 colinas tem vários pequenos segredos que nunca estão no topo dos roteiros turísticos. Se já viu a Torre de Belém, o Museu dos Coches e já cirandou pela Baixa, pelo Chiado e pelo Zoológico, fique atento agora a novas ideias de passeio para  conhecer e aproveitar a cidade.

1 - Piquenique na Tapada das Necessidades. À Lapa, colado e por trás do grandioso Palácio onde funciona o Ministério dos Negócios Estrangeiros, este jardim oferece inúmeros pontos com relva e sombra para aproveitar a natureza e os dias de verão, mesmo no centro de Lisboa. E não se deixe enganar pelo tamanho "pequeno" da Tapada.

Publicidade
Publicidade

Vai encontrar muito espaço para "piquenicar" sem esbarrar noutros visitantes.

2 - O Martim Moniz é conhecido como o "caldo de culturas" lisboeta, onde residentes e comerciantes de todos os pontos do mundo se encontram. E será que você já deu um passeio tranquilo por esta zona da capital? Já entrou nas lojas de comerciantes do Bangladesh que reabrem negócios de rua, antes fechados? Já comeu num restaurante paquistanês? Vá ao Martim Moniz e descubra que não é só Londres que se pode orgulhar de ser uma cidade cosmopolita e universal.

3 - Já todos vimos o Parque das Nações, enquanto visitantes da Expo, do Oceanário ou do shopping. Na próxima viagem a Lisboa, descubra o Parque das Nações como um residente. Passeie a pé ao longo do Tejo. Veja os outdoors de imobiliárias só com caracteres chineses e perceba por que motivo muitos moradores ponderam fazer o negócio das suas vidas, numa altura e que esta zona residencial está fortemente valorizada pela chegada de compradores abastados da Ásia.

Publicidade

Descubra lojas pequenas e inteligentes onde se podem fazer grandes negócios.

4 - E o Cristo-Rei? Será que já subiu ao topo da estátua? É uma perspectiva que muitos turistas nacionais nunca experimentaram e vale a pena, especialmente num belo dia de sol. Ainda que mais pequeno que o Cristo Redentor do Rio de Janeiro, onde se foi inspirar, o Cristo de Almada permite uma panorâmica única sobre a cidade e o estuário do Tejo que a acolhe.

5 - Para quem gosta de livros, a Biblioteca Nacional é um verdadeiro ponto turístico onde pode consultar as mais variadas obras. Em alternativa, vá à Bertrand, a funcionar no Chiado desde 1732 e fique a conhecer a vencedora do Guiness para a mais antiga livraria em actividade. Sabia que este espaço era frequentado por nomes notáveis como Alexandre Herculano, Eça de Queirós, Ramalho Ortigão e Antero de Quental para as suas tertúlias políticas e literárias? Faça uma visita, respire o espírito de cultura do espaço e aproveite para comprar algumas das magníficas obras da literatura portuguesa. #Entretenimento