Ás vezes uma pessoa depara-se com experiências novas e surpreendentes. Em alguns desses casos isso acontece com algo que já se teria ouvido falar mas não se esperaria ver ao vivo tão depressa. "Cards Against Humanity", o jogo de cartas descrito pelos criadores como pensado para gente horrível e que alcançou um nível de popularidade imenso e estatuto de culto na Internet quase da noite para o dia, foi uma dessas experiências. Para já, encontra-se disponível gratuitamente na América do Norte, Reino Unido e Austrália, embora os criadores estejam a planear edições internacionais para o futuro próximo.

Mas o que é o "Cards Against Humanity"? Tanto no volume vendido nos países de língua inglesa como no download de PDF disponível para o resto do mundo, existem várias cartas, 460 brancas e 90 pretas.

Publicidade
Publicidade

No início do jogo as cartas brancas são espalhadas sobre a mesa e cada jogador (no mínimo 4) escolhe 10. De seguida o baralho de cartas pretas é dado a um jogador, que escolhe uma e lê o texto, os restantes irão então escolher a carta branca, entre as que possuem, que completará o texto lido do modo mais hilariante. Aquele que conseguir a fazer o jogador em posse do baralho negro rir mais ganha um ponto. De seguida cada jogador que tenha despendido uma carta branca recolhe outra e o baralho preto passa para o jogador seguinte.

São regras extremamente simples e, em grande parte, responsáveis pelo sucesso do jogo. É necessário, contudo, ter em conta que o humor envolvido é do tipo mais ácido e satírico possível, pelo que não agradará a todos. Ainda assim, aconselho o "Cards Against Humanity" a todos aqueles que desejam um jogo diferente para passar bons momentos com os amigos.

Publicidade

Desde a sua estreia, em Maio de 2011, que este jogo tem desfrutado de uma popularidade incrível junto do público, tornada ainda maior pela passagem da palavra de boca através da Internet e das comunidades online conhecidas pela sua paixão pelo que é novo e incomum. Diversas expansões foram já publicadas, ampliando o potencial do jogo através da criação de centenas de cartas novas, e alguns dos lucros acabaram por reverter para instituições de caridade, como DonorsChose.Org.

É também interessante referenciar o humor muito especial dos criadores, que já se tornaram conhecidos pelas partidas que pregam aos fãs. Por exemplo, durante a Sexta-feira Negra de 2013 resolveram fazer o oposto de todos os seus concorrentes e aumentaram o preço do jogo, conseguindo ainda assim um aumento das vendas. Mais recentemente substituíram todos os produtos por caixas contendo fezes de bovino esterilizadas que, mesmo assim, venderam 30.000 unidades. Estes exemplos certamente que demonstram o tipo de humor que corre no "Cards Against Humanity" e se este é, ou não, indicado para si. #Entretenimento #Jogos