Toda a gente gosta de tomar novas decisões que se traduzam em mudanças para o Novo Ano. É importante tomar essas decisões e depois não as quebrar, mas será que é isto mesmo que acontece? Os empresários, como o resto da população, não estão imunes a estas tomadas de decisão, que são muito típicas do Ano Novo. Alguns psicólogos experientes, observadores do comportamento humano, sabem que não existe um caminho fácil para se conseguir mudar. O melhor indicador do comportamento futuro de alguém é o seu comportamento passado, e as decisões inconscientes que fizemos sobre nós mesmos, dinheiro, sucesso, entre outros.

Mudar só é possível com grande esforço sustentado, algum tempo e muitas vezes uma grande dor.

Publicidade
Publicidade

Portanto quando o objetivo é realmente mudar, isso não é tarefa simples de se fazer, segundo os especialistas. Esta pode parecer uma visão muito negativa sobre as perspectivas de mudança, mas é a realidade! Por isso é que muitas vezes as pessoas procuram o coaching, ajuda especializada, quando todas as suas tentativas de mudança falharam no passado.

Mas é importante percebermos porque as alterações comportamentais falham. Isto acontece quando se decide fazer mudanças, é importante lembrar que aqueles que nos rodeiam não tomaram a mesma decisão, e muitos deles têm todo o interesse em nos manter exactamente como somos. Não é que essas pessoas tenham necessariamente a intenção de sabotar deliberadamente todos os nossos esforços. É só que não estão interessadas em seguir o mesmo caminho. E sua falta de interesse na sua mudança vai agir como um peso para as nossas tentativas.

Publicidade

Portanto se a decisão é mudar, o melhor mesmo é que seja em conjunto.

Em suma, onde é que isso deixa as mudanças e decisões do Ano Novo? De uma forma muito simples, estas decisões funcionam como um exercício divertido que muitos levam a cabo com pouco ou nenhum efeito duradouro! Na melhor das hipóteses isto é uma pequena distração para nos levar ao mês de janeiro, enquanto esperamos que as coisas voltem ao normal e, na pior das hipóteses, são mesmo um desperdício de tempo que desviam os nossos melhores esforços e levam à culpa e a um sentimento de fracasso. #AnoNovo2016