Há milhares de fãs de Nutella em todo o Mundo. O creme de avelãs, o mais vendido a nível mundial, nasceu em Itália em 1946, pelas mãos de Pietro Ferrero. Numa mistura de acaso e genialidade, o pasteleiro de Alba, face à escassez do cacau nessa altura, experimentou substitui-lo por avelãs, que eram especialmente abundantes naquela região. Foi assim que criou uma nova receita baptizada de 'Giandujot', um pão feito com chocolate de avelã, leite, açúcar e alguns grãos de cacau, que foi um sucesso imediato.

Mas foi em 1949, num Verão muito quente, que a ideia do creme para barrar surgiu. É que todos os pães começaram a derreter e a criar um creme espesso, parecido com o que hoje conhecemos.

Publicidade
Publicidade

Com alguns ajustes na receita, criou-se a SuperCrema. Entretanto, Pietro, que já tinha sido elevado ao status de virtuoso do chocolate italiano, faleceu, mas o seu filho Michelle, que herdou o espírito empreendedor do pai, seguiu com o negócio, firmando-se no mercado com este e outros produtos de sucesso, que formam a marca Ferrero.

Em 1945, a SuperCrema mudou o seu nome para Nutella, que completa, no próximo ano de 2015, 50 anos de existência. Portugal já comemora o aniversário, com a abertura de uma Nutteleria, a primeira do país. Localizada no Largo Paio Guterres, em Leiria, abriu portas apenas na semana passada e já teve milhares de visitantes. Do menu fazem parte as waffles, os crepes, as bolas de Berlim, os croissants e os 'churritos', tudo regado ou recheado com Nutella, claro!

Se é um dos fãs deste produto e vive perto de Leiria, provavelmente já experimentou e foi dos que afirmou que voltará brevemente.

Publicidade

Quem é muito fã, mesmo vivendo longe, pode aproveitar para fazer uma viagem em família ou com amigos até lá e aproveitar a hora do lanche para se estrear neste espaço. Mas se conseguirem aguentar só mais um bocadinho, podem tentar reduzir a distância da viagem, isto se viverem mais perto de uma das três cidades onde se espera a abertura de mais uma Nutelleria no próximo ano: Lisboa, Porto e Coimbra. #Negócios