No passado domingo, o Professor Marcelo Rebelo de Sousa, durante a sua entrevista semanal a Judite de Sousa no Jornal da TVI, leu uma carta de uma jovem que durante uma visita de estudo esteve no Parlamento juntamente com os seus colegas. Pois bem, tudo certo até aqui, não fosse a jovem referir o absurdo que verificou durante a sua visita. E que absurdo mesmo! Ou seja, durante a sessão, em vez de os nossos queridos deputados estarem a fazer o que era suposto, estavam, a ver "mulheres avantajadas", na brincadeira e ocupando o tempo com assuntos pessoais e bastante mais interessantes, pelos vistos. Afinal, os nossos deputados têm uma vida tão ocupada e cansativa que aproveitam o horário de debate para descansar um pouco.

Publicidade
Publicidade

Olhar para fotos de uma mulher avantajada é, sem sombra de dúvida, muito mais interessante do que debater assuntos de um país afundado e que está entregue à "bicharada". Leia-se que "bicharada" é mesmo quem se mantém sentado na Assembleia da República a passar o tempo. Infelizmente, isto não acontece apenas no Parlamento! Se formos analisar bem alguns sectores da função pública, deparamos que o mesmo se sucede, e em vez de os nossos impostos e descontos estarem a ser utilizados para o pagamento de salários a funcionários públicos competentes, estão a ser utilizados para o pagamento de salários a funcionários que tiram umas horas diárias do seu dia-a-dia para estarem no sector público a descansar da vida familiar.

Sabemos que a vida familiar por vezes se torna um pouco cansativa.

Publicidade

Também sabemos que tratar assuntos "dos outros" se torna um pouco cansativo. Sabemos bem que tirar "uma folga" do nosso ambiente é bom e que nos torna mais optimistas e produtivos. Agora utilizar dinheiro público para pagar salários a incompetentes que "brincam" com a sociedade à qual deveriam prestar os seus melhores serviços... Afinal, têm motivos para isso... Exemplo hierárquico. Julgo que em vez das actuais provas e concursos públicos, deveríamos seleccionar os funcionários públicos analisando as suas redes sociais, assim como os seus hobbies. Que me dizem?